quinta-feira, 30 de maio de 2019

Governo vai acabar com farra de diárias e passagens em conselhos ministeriais

O governo decidiu acabar com a farra de diárias e passagens de integrantes de conselhos ministeriais. Somente no Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos são quase quatrocentos conselheiros em doze conselhos, na maioria militantes partidários.

Ministra Damares Alves, foto: EBC

Metade dos conselheiros é de representantes de ONGs, “organizações não-governamentais” que não vivem sem dinheiro governamental, até para bancar suas viagens. A informação é da Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

O governo pretende substituir a farra de viagens por videoconferências, aproveitando as possibilidades oferecidas pela moderna tecnologia.

No Conanda, conselho dos Direitos da Criança e do Adolescente, 14 dirigentes de ONGs torram R$40 mil por mês com suas idas e vindas.

Cada conselheiro de ONG recebe diárias de R$321 e mais R$95 para deslocamento, além das passagens aéreas de ida e volta para Brasília.

Tem de tudo nos doze conselhos no âmbito do Ministério da Mulher etc, alguns superpostos e grande parte de utilidade duvidosa.
Título e Texto: Diário do Poder, 30-5-2019


Relacionado:

Um comentário:

  1. Boa ! Este “Cabidão” é o tipo de desemprego necessário. Acabou a “moleza” !

    ResponderExcluir

Não aceitamos comentários "anônimos".

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-