domingo, 26 de maio de 2019

[Foco no fosso] Gangorras do mal

Haroldo P. Barboza

Sobe: nível de violência no país.
Causas:
a)     Impunidade confortável instalada nas brechas das leis (?) redigidas pelos mais de 80% de quadrilheiros dos legislativos (3 níveis).
b)    Fácil entrada de armas pelas fronteiras sem vigilância adequada por interesse dos “poderes” da nação.

Desce: impostos arrecadados entre empresas que perdem clientes que deixam de ir às ruas despoliciadas após 18 horas.

Sobe: desvalorização dos Professores.
Causas:
a)      Salários ínfimos que não atraem pessoas qualificadas para o corpo docente.
b)    Ambiente degradado.

B1 – Estatuto do “di menor” que “afaga” os agressores de Professores sem nenhuma penalidade.
B2 – Instalações locais com ratos, goteiras, móveis queimados, falta de água nas torneiras (no chão tem bastante) e similar.
B3 – Falta de laboratórios para pesquisas que nos livrem da dependência externa.

c)     Interesse em manter a população desinformada para adubar o terreno que propicia reeleições das parasitas danosos à nação.

Sobe: número de desempregados no país.
Causas:
a)     Falta de oportunidade e qualificação adequadas aos alunos que buscam uma atividade honesta para seu sustento.
b)    Dezenas de empresas fechando mensalmente sufocadas por burocracia, violência, fiscais desonestos e similares.


Desce: quantidade de postos de trabalho para qualquer idade.

Sobe: feminicídio.
Causas:
a)     Espírito machista que provoca inveja da capacidade feminina em galgar espaços em áreas outrora reservadas aos “machões”.
b)    Impunidade que permite aos agressores a repetição dos atos criminosos por anos a fio.
Desce: a velocidade da Mulher para conquistar a dignidade diante da insensibilidade da “justiça”.

Sobe: a redução de entusiasmo de credores honestos em aportar grana em nossa terra.
Causa: a descrença num cenário que premia os “espertos” dirigentes que sugam nossas divisas com suas canetas mortíferas.

Desce: nossa oportunidade de deixarmos de ser colônia domesticada do resto do mundo.

Sobe: nossa chance de superar (em menos de 50 anos) a degradação que assola nações como o Haiti.
Causa: acomodação popular que não possui ânimo e fibra para se livrar dos ratos que sustentam as amarras que nos sufocam.

Desce: a esperança de deixarmos um futuro consistente para nossos herdeiros.
Título e Texto: Haroldo P. Barboza, maio de 2019

Anteriores:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não aceitamos comentários "anônimos".

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-