sábado, 10 de dezembro de 2016

Petistas envergonham o Brasil durante palestra de Moro na Alemanha

Luciano Ayan


É curioso que no mesmo dia em que sai a delação da Odebrecht – lançando constrangimento sobre vários partidos além do PT, como PMDB e PSDB – recebemos a notícia de que um bando de petistas resolveu atazanar o juiz Sérgio Moro durante uma palestra sobre corrupção nesta sexta (9) em Heidelberg, na Alemanha.

30 juristas pró-PT alegaram que Moro era parcial e, portanto, “não poderia discursar”.

O texto canalha dizia o seguinte: “O juiz federal Sergio Moro incorreu em posturas as quais foram determinantes para o clima político de derrubada de um governo legítimo servindo, desta forma, aos piores interesses antidemocráticos”. Na verdade, a investigação do escândalo da corrupção na Petrobrás abalou os piores interesses totalitários. Por isso eles se rasgam de ódio.

Na plateia, milicianos pró-PT levantaram cartazes dizendo “Moro na cadeia” e “parcialidade fere a democracia”. Algumas pessoas se revoltaram com os ataques petistas.

Mais uma vez a escória petista envergonha o Brasil: se um bando de brasileiros se une para protestar contra o símbolo da luta contra a corrupção – justamente no dia em que uma delação atinge vários partidos, e não apenas o PT -, então fica a imagem de que este seria um país de bandidos. 

Não devemos perdoar os petistas por terem atacado todo o Brasil desse jeito, na Alemanha. 
Título, Imagem e Texto: Luciano Ayan, Ceticismo Político, 10-12-2016

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Por favor, evite o anonimato! Mesmo que opte pelo botãozinho "Anônimo", escreva o seu nome no final do seu comentário.
Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente.
Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-