terça-feira, 24 de janeiro de 2017

Apelando, o Papa Francisco comparou Donald Trump a Adolf Hitler

Implicante

O repórter questionou o Papa Francisco sobre o que chama de avanço do populismo no mundo. E apresentou Donald Trump como o exemplo mais drástico. A resposta de Jorge Mario Bergoglio, contudo, soou apelativa como a de qualquer militante esquerdista. E comparou o presidente dos Estados Unidos a Adolf Hitler.

“Na minha opinião, o exemplo mais óbvio de populismo na Europa se deu na Alemanha, em 1933. Após Hindenburg, após a crise 1930, a Alemanha estava quebrada, precisando encontrar sua identidade, precisando de uma liderança, alguém capaz de restaurar suas características, e lá havia um jovem rapaz chamado Adolf Hitler que dizia: “Eu posso, eu posso”. E os alemães votaram em Hitler. Hitler não tomou o poder, seu povo o escolheu, e depois ele destruiu o povo dele. Esse é o risco.”

Ele apenas introduzia o assunto ou de fato comparou Trump a Hitler? A continuação da resposta, e a citação ao muro que o republicano quer construir na fronteira com o México, deixa bem claro que era o segundo caso.

“Em tempos de crise, nós carecemos de julgamento, e essa é uma referência constante a mim. Vamos buscar um salvador que traga de volta a nossa identidade e deixe-nos nos defendermos com muros, arame farpado, o que for, de outras pessoas que podem nos roubar a identidade. E isso é uma coisa muito séria.”

O Implicante é uma das publicações mais defensoras do cristianismo. Mas entende o Papa como um ator político correndo todos os riscos que qualquer ator político corre. Até mesmo o de ser coagido. E restam cada vez menos dúvidas de que o atual Papa responde a uma agenda que interessa justo àqueles que querem destruir o cristianismo.
Todo cuidado é pouco.
Título e Texto (e Destaques): Implicante, 23-1-2017

Relacionados:

Um comentário:

  1. Já não consigo sequer respeitar o Bergoglio como homem. Como Papa, então, nem se fala.
    Olavo de Carvalho

    ResponderExcluir

Por favor, evite o anonimato! Mesmo que opte pelo botãozinho "Anônimo", escreva o seu nome no final do seu comentário.
Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente.
Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-