quarta-feira, 24 de janeiro de 2018

[Aparecido rasga o verbo] À espera de um milagre. (Começou o julgamento de Lula da Silva)

(O maior espetáculo da terra está começando)

Aparecido Raimundo de Souza

Caros leitores e amigos, bom dia!

Como é do saber geral, o julgamento de Lula acontecerá agora, cedo, a partir das 8h30 da manhã desta quarta-feira, 24 de janeiro de 2018. Manifestantes favoráveis a ele e igualmente contra, estão acampados desde o dia 15 de janeiro em várias localidades da grande Porto Alegre, pessoas que vieram de carros particulares, a maioria em ônibus alugados com placas de várias localidades, não só de outras cidades aqui do Rio Grande do Sul como também de uma dezena de capitais, como Rio de Janeiro, Brasília, Ceará, Salvador e Recife.


Ontem, terça feira, a leva favorável, promoveu discurso, fez passeata, e panfletou por várias ruas e avenidas da capital, começando pelo Mercado Municipal e metrô, se estendendo com a baderna até à estação Canoas e adjacências. A ex-chutada no traseiro por Michel Jackson Temer, a inoxidável Dilma Rouboussett estava no bolo, fez discursos, distribuiu sorrisos, deu e recebeu tapinhas nas costas.  Na verdade, a moça falou pelos cotovelos, fez propaganda para ver se melhorava a sua imagem melindrada perante a opinião pública. Não sei bem para que, nessa altura do campeonato, porém, o pessoal que ela pagou para puxar o cordão das solteironas e desiludidas, fez bastante sucesso e cumpriu direitinho o papel combinado. 

Em fluxo paralelo, a banda contra o ex-cachaceiro, ficou afastada do TRF da 4ª Região (situada no centro histórico da cidade, num bairro muito simpático conhecido por Praia de Belas), ou mais precisamente cinco quilômetros, acampada na frente da Assembleia Legislativa. Essa galera de neuróticos, pediu em alto e bom som, a confirmação da sentença de Sergio Moro que, em primeira instância condenou Lula a nove anos e meio de prisão, pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro, embasada na alegação de que o petista teria recebido 2, 25 milhões de propinas da empreiteira OAS, no caso especificamente do tríplex do Guarujá.

Segundo os organizadores desse evento (que classificaríamos como um espantoso espetáculo circense e a partir desta manhã promete pizza para todos os gostos), estão, na cidade, perto de oitenta mil pessoas. Os Brigadianos (a polícia militar gaúcha), não confirma essa avalanche tão volumosa de cabeças vazias, contudo, também não desmente. O fato é que Porto Alegre de Érico Veríssimo e Teixeirinha entre outras joias de expressões comprovadas está intransitável. 

Aqui no edifício do TRF da 4ª Região, incrustado na Rua Otávio Francisco Caruso da Rocha nº 300, por exemplo, para acompanharem o evento, foram credenciados duzentos e cinquenta jornalistas brasileiros e mais quarenta e três correspondentes de onze países mundo afora. Para garantir que a lona do belo e majestoso circo não pegue fogo, três mil e quinhentos homens das polícias civil, militar, rodoviária e até agentes da força nacional estarão em alerta máximo. A polícia federal não ficou de fora. Nem poderia, se fará presente, inclusive, com atiradores de elite, posicionados em lugares estratégicos, fato que, aliás, não foi repassado à imprensa. Todo o quarteirão, no entorno do edifício sede do evento, está isolado e as demais ocupações públicas da mesma rua tiveram o expediente suspenso ontem, ao meio dia.    

O artista principal de toda essa baderna, o deus dos pobres e oprimidos, Luiz Inácio Lula da Silva, chegou de São Paulo, em um jatinho fretado. Com ele, uma alcateia de seguranças e uma renca de apoiadores. Em rápido discurso, aos cheira colhões, disse que não falaria do seu processo, “pois tem advogados competentes”, pagos, com toda certeza, com dinheiro saído de nossos bolsos.

Como ocorrerá o espetáculo? Da seguinte maneira. Será levada a efeito pela 8ª turma, composta por três desembargadores federais. Em primeiro lugar terá a palavra o presidente   Leandro Paulsen. Em seguida, o relator João Pedro Gebran Neto fará a leitura resumindo o calhamaço processual. Na sequência, usará da palavra o procurador do Ministério Público Federal, Mauricio Gotardo Gerum, responsável pela acusação, que em trinta minutos se manifestará. Na mesma cacetada, os advogados de Lula e de outros réus, terão quinze minutos cada um, caso queiram, para defender seus simpáticos e santos clientes, falando o óbvio, só para encherem linguiça. Se for da FRIBOI, os companheiros ficarão com a boca cheia de água.


A partir de toda essa logística ritualística, os desembargadores começarão a votar. Por primeiro, votará o relator João Pedro Gebran Neto seguido por Leandro Paulsen e, por derradeiro, cantará a pedra, Victor Luiz dos Santos Laus. Eles poderão nesses votos, absolver, manter a sentença do juiz Sergio Moro de nove anos e meio, diminuir ou aumentar a pena. Tudo vai depender, evidentemente, os senhores e caros amigos leitores sabem perfeitamente do que estamos falando. Repetir seria chover feio no molhado.

Em resumo, senhoras e senhores, só nos resta aguardar. Meter o rabo entre as pernas e dar o focinho a tapa. Temos ligeira impressão de que tudo, por aqui, não passará de um rock in Poa (Poa de Porto Alegre) ou mais cristalinamente falando, já que entrou no ar a 18ª versão da Rede Globo, um calamitoso, catastrófico e desastroso BBB a moda que todos nós, brasileiros, gostamos de assistir. O que temos a fazer? Rezar, orar, para que nenhum dos três desembargadores tenha a infeliz ideia de PEDIR VISTAS. Isso atrasará o processo, e Lula ganhará tempo. Logo vem carnaval, o pessoal é idiota, o povo é burro (a asnidade vem de berço) com certeza esquecerá. Façamos todos, uma corrente de FÉ para que um milagre aconteça. Só um milagre nos livrará dessa desgraça e outros flagelos que, via de consequência estão galopando, a todo vapor em nossa direção.
Título e Texto: Aparecido Raimundo de Souza, do bairro da Praia de Belas, em frente à sede do TRF da 4ª Região de Porto Alegre - RS. 24-1-2018

Acompanhe aqui, ao vivo, o julgamento.

Relacionados:

Colunas anteriores:

24 comentários:

  1. Manifestação em Copacabana a favor da condenação do ex-presidente Lula. Pessoal da Varig presente.
    23 de janeiro de 2018.
    Clips filmados pelo fotógrafo e aposentado Varig, Paulo Resende.
    Câmera Fotográfica Digital SONY AX3000. Som Local.
    Veja aqui:
    Manifestação em Copacabana

    ResponderExcluir
  2. Em junho de 2008, a ex-diretora da Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) e atual pré-candidata à presidência,[29] Denise Abreu, afirmou em entrevista ao jornal O Estado de S. Paulo, que a Casa Civil favoreceu a venda da VarigLog e da Varig ao fundo norte-americano Matlin Patterson e aos três sócios brasileiros.[30]

    Abreu, que deixou o cargo em agosto de 2007, sob acusações feitas durante a CPI do Apagão Aéreo, relatou que a ministra Dilma Rousseff e a secretária-executiva da Casa Civil, Erenice Guerra, a pressionaram a tomar decisões favoráveis à venda da VarigLog e da Varig. Segundo ela, Dilma a desestimulou a pedir documentos que comprovassem a capacidade financeira dos três sócios (Marco Antônio Audi, Luís Eduardo Gallo e Marcos Haftel) para comprar a empresa, já que a lei proíbe estrangeiros de possuir mais de 20% do capital das companhias aéreas.[31]

    Dilma negou as acusações e Denise Abreu não apresentou nenhum documento ou prova que sustentasse suas acusações

    ResponderExcluir
  3. Desembargador João Pedro Gebran Neto, relator do caso, derrubou todas as alegações de nulidades (preliminares), apresentadas pela Defesa.

    No momento, está derrubando as argumentações de mérito da Defesa.

    O voto final dele, seguindo o andar atual, certamente será pela manutenção da sentença de condenação.

    ResponderExcluir
  4. "Se preparem porque a gente vai voltar", diz Lula durante julgamento no TRF-4

    Ex-presidente está no Sindicato dos Metalúrgicos do ABC para acompanhar a transmissão da sessão que decidirá seu futuro; publicação foi feita durante a leitura do extenso voto do desembargador relator João Pedro Gebran Neto

    Juiz Sérgio Moro condenou o ex-presidente Lula por crimes de corrupção e lavagem no caso tríplex da Lava Jato

    O ex-presidente Lula afirmou, nesta quarta-feira (24), que 'vai voltar e transformar esse País'. A declaração do petista ocorreu em meio à leitura do voto do primeiro desembargador da 8ª Turma do Tribunal Regional Federal (TRF-4), o relator João Pedro Gebran Neto, proferido no fim da manhã de hoje, no julgamento do recurso do caso em que o petista é réu.

    "A única coisa que eu tenho certeza é que só no dia em que eu morrer eu vou parar de lutar", escreveu o ex-presidente Lula em sua conta no Twitter. "Eles se preparem porque a gente vai voltar e vai transformar esse País", continuou.

    Fonte: Último Segundo - iG

    ResponderExcluir
  5. O mito brasileiro Lula da Silva, criado pela mídia, pela esquerda e alimentado por militantes esquerdistas está sendo massacrado pelo trator desembargador e relator Gebran Neto.
    POLITZ

    ResponderExcluir
  6. 81.276 assistindo agora, no Youtube do TRF4.
    Pouquíssima gente!!
    Mais de 200 milhões de habitantes!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Está aumentando um pouquinho: 85.623.

      Se não estou errado, o número de telefonemas para votar no Big Brother Brasil ultrapassa escandalosamente este número... acho que vai além de um milhão...

      Excluir
    2. Bom, mas tem também outros canais retransmitindo...

      Excluir
  7. Está na cara que o Relator vai votar pela manutenção da sentença do juiz Sergio Moro, e quem sabe? aumente até a pena, como pediu o MPF...

    ResponderExcluir
  8. Intervalo!
    Recomeçará daqui a 55 minutos: às 15h.

    ResponderExcluir
  9. Os petistas vão nos ensinar a transformar mais de 3 horas de argumentos e provas avassaladoras, por parte do relator, em 1 minuto de postagem dizendo que é tudo coisa da CIA e da Globo.
    O radicalismo é uma doença visível.

    ResponderExcluir
  10. Primeiro dos três desembargadores a votar no julgamento da apelação criminal do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no caso do tríplex do Guarujá, o desembargador João Pedro Gebran Neto manteve a sentença do juiz Sergio Moro e aumentou para 12 anos e um mês de prisão a pena do petista. Gebran ainda estabeleceu o início do cumprimento da pena no regime fechado e estipulou 180 dias-multa. Na sentença de setembro, Moro tinha condenado Lula a nove anos e seis meses de prisão.

    Num relatório de 430 páginas, que levou cerca de três horas para ser lido, o relator dos processos da Lava-Jato rejeitou todos os argumentos da defesa e disse que as provas são suficientes para a condenação. Segundo ele, Lula tinha ciência do esquema de corrupção na Petrobras e deu a ele seu apoio com o objetivo de abastecer os partidos políticos. Nos bastidores, afirmou, o ex-presidente agia intensamente para indicar pessoas a postos-chave na diretoria da estatal, para arrecadar propinas.
    (...)
    Fonte: O Globo

    ResponderExcluir
  11. O Desembargador Leandro Paulsen acompanha o voto do Relator.

    ResponderExcluir
  12. Paulsen também dá 12 anos e 1 mês de prisão para Lula.

    ResponderExcluir
  13. Desembargador Laus estende cumprimentos ao juiz Sérgio Moro chamando-o de 'talentoso', 'brilhante' e 'corajoso'.

    Acho que vai dar 3 a 0!

    ResponderExcluir
  14. um ladrão um vagabundo para o país. Esse cara pensa que é Deus. Tá mais pra diabo. Acorda gentileza.

    ResponderExcluir
  15. Eu só queria que pelo menos uma vez neste pais, um julgamento fosse levado a sério. Com uma condenação de trabalhos forçados por dez anos há estaria bom. Porém, o indivíduo ira ficar recorrendo infinitamente. Outra esperança é wue o cancer vai devorá-lo em breve, provavelmente na garganta que foi seu intrumento de trabalho para ludibriar o povo. Isso tem acontecer antes de que ele seja reeleito.

    ResponderExcluir
  16. Vou dizer o que penso. Esse sem vergonha e patife vai fugir do país apesar de um imbecil ter pedido seu pasaporte

    ResponderExcluir

Por favor, evite o anonimato! Mesmo que opte pelo botãozinho "Anônimo", escreva o seu nome no final do seu comentário.
Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente.
Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-