sexta-feira, 22 de fevereiro de 2019

[Atualidade em xeque] A quem possa interessar

José Manuel

Entre facadas, cirurgias e escândalos, tudo provocado pela esquerda ou órfãos do apocalipse, em cinquenta dias apenas o país está construindo o que não se fez desde a era militar quando o nosso PIB era maior do que o da China ou Coreia.

Sim, antes dos tigres asiáticos, nós éramos um dos dois leões das Américas, mas não soubemos manter a juba limpa, saudável e exuberante.

Hoje, somos apenas um gatinho de estimação e pelo baixo. Demos de bandeja toda a nossa pujança industrial, agro econômica e militar aos coleguinhas do oriente.

Demos o dinheiro arrecadado em todos esses anos de leão, aos coleguinhas comuno-sócio-anárquicos da América Latina falida e África em decomposição.

O resultado disso é um calote monstruoso desses países fantoches e um retrocesso à era pré militar.

Agora, sob nova direção, começamos a ver o resultado de todos os estragos. Será muito difícil, apesar do sucesso inicial, recompor a matéria e colocar o país nos trilhos da história. Eles definitivamente não querem!

Não seria necessário recordar quem são os "ELES", mas como vão perguntar, não custa lembrar que os que patrocinaram o caos pós-era militar, estiveram todos presos e hoje voltam a estar presos ou em vias de estar. Será que a era militar foi tão errada assim? Os novos tempos afirmam que não.

Hoje, mais um problema se aproxima velozmente das nossas fronteiras e nenhum exercício mental pode prever o que pode acontecer, visto a inércia e defasagem material a que as forças armadas foram submetidas todos estes anos. Mais um problema de longo curso para um governo que inicia.

Terá que ser muito bem pensado e analisado, pois lidar com loucos não é fácil. Só para ter ideia, levamos décadas para nos livrar do manicômio e o resultado ainda não é satisfatório.

Vamos aguardar
Título e Texto: José Manuel - apenas um observador votante e cadastro positivo à nova ordem brasileira. 22-2-2019

Colunas anteriores:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não aceitamos comentários "anônimos".

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-