sexta-feira, 14 de junho de 2019

Ambiguidade pró-comunista do Papa Francisco

Quando o Papa Francisco assumiu o Pontificado a maior parte da América do Sul tinha governos de esquerda, pelos quais o Pontífice não ocultava sua simpatia. Mas não tardou cinco anos para que o “continente da esperança” derrubasse quase todos eles.

O cantor venezuelano José Luis Rodríguez [foto], conhecido como El Puma, implorou ao Pontífice que saia da ambiguidade e se defina em favor do sofrido povo venezuelano: “90% da população já não quer mais esse regime comunistoide de narcotráfico, ditatorial e abusivo. As crianças morrem de fome, não há remédios, não dá para comer”. […] O silêncio do Papa me espanta, e o faz cúmplice das mortes feitas pelo narco-regime. O Papa está mais perto da esquerda comunista do que de Cristo”.
Título, Imagem e Texto: ABIM, 13-6-2019

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não aceitamos comentários "anônimos".

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-