quarta-feira, 1 de abril de 2020

Coronavírus: fabricante de cigarros diz que pode ter vacina em junho

Gigante mundial do ramo afirmou ter avanços significativos em estudo. Poderão ser distribuídos entre um e três milhões de doses por semana

Anúncio foi feito nesta quarta-feira (1º de abril). Foto: EFE/EPA
R7

A fabricante de cigarros BAT (British American Tobacco) anunciou, nesta quarta-feira (1º), um avanço significante no desenvolvimento de uma vacina contra o novo coronavírus a partir de folhas de tabaco.

Segundo a companhia, a vacina está em fase pré-clínica. Se houver sucesso, "com os parceiros corretos e apoio das agências governamentais", escreve a empresa, poderão produzir entre um e três milhões de doses por semana, começando em junho.

De acordo com o comunicado da companhia, as folhas de tabaco oferecem um potencial para o desenvolvimento de vacinas mais seguro e mais rápido que os convencionais.

Entretanto, a vacina ainda não foi testada em humanos nem aprovada por autoridades sanitárias.

Os estudos estão sendo feitos pela KBP (Kentucky BioProcessing), uma filial de biotecnologia da empresa. Uma das maiores no ramo de cigarros no mundo, a BAT detém marcas como Lucky Strike, Dunhill e Kent.
Título e Texto: R7, 1-4-2020, 16h17

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não aceitamos/não publicamos comentários anônimos.

Se optar por "Anônimo", escreva o seu nome no final do comentário.

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-