quinta-feira, 5 de março de 2020

Girão pede mobilização para alterar projetos sobre execução orçamentária

Agência Senado

O senador Eduardo Girão (Podemos-CE) [foto] disse que agora não é a hora de a população comemorar a decisão do Congresso Nacional de manter o veto 52, que retira do relator-geral do Orçamento de 2020 o controle sobre R$ 30 bilhões. O alerta foi feito em Plenário, nesta quinta-feira (5).
 
Foto: Waldemir Barreto/Agência Senado
Na verdade, afirmou, é preciso que a sociedade se mobilize para obrigar os parlamentares a alterarem o teor de três projetos de lei do Congresso Nacional (PLN 2/2020, PLN 3/2020 e PLN 4/2020) que tratam da execução do orçamento de 2020, encaminhados esta semana pelo governo federal.

O senador denunciou que as propostas mantiveram, nas mãos do relator-geral do Orçamento de 2020, o poder de decidir a destinação de parte do dinheiro, reduzindo apenas o valor, que passou de R$ 30 bilhões para quase R$ 20 bilhões.

— O que aconteceu com a população brasileira, com esse veto 52, foi um balão. No jargão do futebol, é você dar um balão, tirar de tempo. O governo não precisava fazer isso, já tinha maioria, iria ganhar, não precisava ceder, mandando um PLN para o Congresso, que vai ser votado na próxima semana — lamentou.
Título e Texto: Agência Senado, 5-3-2020, 17h51
Marcação de Texto: JP

Relacionados:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não aceitamos/não publicamos comentários anônimos.

Se optar por "Anônimo", escreva o seu nome no final do comentário.

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-