sábado, 31 de março de 2012

O maior comediante do mundo

Ricardo Araújo Pereira, foto: J. C. Santos
Alberto de Freitas
Sou fã de Ricardo Araújo Pereira, para mim, o maior comediante do mundo e detentor da maior piada do mundo: dizer-se comunista. O “negócio” de RAP é o humor; algo pouco apreciado nos antigos regimes comunistas e mesmo nos atuais. O “pessoal” em Cuba – que se saiba – não acha piada à piada, constando mesmo que 99 em 100 vezes considera provocação. E aos provocadores é escusado consultarem a cartomante, pois são “cabras marcados para morrer”. A vez que a piada é aceite, é quando não se percebe onde está a piada. Acrescentando-se que o tipo de humor praticado por RAP é o que no Bloco Leste se considerava símbolo da decadência do Ocidente capitalista.
Diz-se do PCP, “amante” da ideologia marxista. O que deve ser entendido como chalaça, a não ser que se anteponha “grouxista” ao marxista. Pois mesmo na atividade doméstica, contribui para o fortalecimento de uma das empresas “mais capitalistas” do País. Daquelas sempre encostadas ao Estado burguês e coito dos políticos burgueses na reforma.
A não ser que se entenda como agente infiltrado que, ao contribuir para o “crescimento” do inimigo, aumenta as perdas na “queda” - Dentro do espírito: quanto mais alto maior a queda.
Porém, pelas suas qualidades, merece cada euro que ganha. E as empresas do regime fazem bem – tal como os reis em relação aos bobos – pagar principescamente os seus serviços, podendo até considerar-se um processo de autocrítica… como se sabe, coisa mais marxista não existe.
Ouvindo-se o “Governo Sombra” na TSF – em termos de humor, o programa de melhor qualidade da rádio – RAP a toda a hora chama a atenção para o seu posicionamento ideológico e partidário. Dos intervenientes é o que obtém mais rendimentos pelo seu trabalho, e é o que mais se relaciona com as empresas do regime… aí a piada.
Título e Texto: Alberto de Freitas   

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não aceitamos/não publicamos comentários anônimos.

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-