quarta-feira, 25 de janeiro de 2017

[Atualidade em xeque] Tomorrow Never Dies (007, o amanhã nunca morre)

José Manuel

"Se atenderem a meus pedidos, a Rússia se converterá e terão paz, se não, espalhará seus erros pelo mundo, promovendo guerras e perseguições à igreja, os bons serão martirizados, o Santo Padre terá muito o que sofrer. Várias nações serão aniquiladas, por fim o meu imaculado coração triunfará. O Santo Padre consagrar-me-á a Rússia, que se converterá, e será concedido ao mundo algum tempo de paz " (segundo segredo de Fátima em 1917)

Em relação aos últimos acontecimentos mundiais envolvendo a Rússia, não resisti e voltei lá atrás, ao ano de 2014, mais precisamente em maio desse ano, quando, escrevi um texto e publicado aqui no "Cão que Fuma", sobre os Camaradas da Praça Vermelha, que sistematicamente continuam aporrinhando o mundo e, de preferência, sempre os mais fracos.

Conforme os fatos podem ser vistos, exatamente dois meses depois dessa data, logo em 17 de julho de 2014, 298 pessoas foram assassinadas barbaramente, no avião da Malaysia Air Lines, voo MH17 que sobrevoava o espaço aéreo da Crimeia, por um míssil Buk 9M83, russo.

O que não é novidade, mas coincidência, pois em 1 de setembro de 1983, caças russos abateram o Korean Air Lines, voo KAL 007, (e James Bond, não estava a bordo) matando também 269 pessoas, alegando na época não terem reconhecido um avião comercial, pois afinal era apenas um Jumbo 747 difícil de ser reconhecido, e pasmem, "queriam testar a sua capacidade militar de defesa", disseram.

No caso do Malaysian MH17, voando uma rota regular de passageiros entre Amsterdã e Kuala Lumpur, o mesmo estava com autorização para sobrevoar o espaço aéreo da Ucrânia. 

Portanto, foi um ato criminoso usando-se para isso um equipamento russo a partir da Crimeia. Se estão ou não envolvidos, o certo é que o equipamento causador do crime em questão era de procedência russa e foi disparado de uma área de influência russa que logo após foi anexada.

Voltando a 1983, o Korean Air Lines 007, voando de Anchorage (Alasca) para Seul-Limpo (Gimpo), não percebeu e entrou algumas milhas em espaço aéreo soviético, o que não seria o caso para derrubá-los, e sim para adverti-los. Ronald Reagan, na época classificou o incidente como um crime contra a humanidade e um ato bárbaro de brutalidade desumana. O KAL 007 não foi o único avião da Korea a ser abatido.

Perto de Murmansk e, pelo mesmo motivo, com as mesmas alegações, atiraram contra um avião comercial que conseguiu pousar num lago gelado e teve apenas duas pessoas mortas. Foi o voo KAL 902 em 20 de abril de 1978.


Certo mesmo, é o único caso conhecido em que um mesmo país está envolvido direta ou indiretamente no abate proposital ou não, de três aviões comerciais, com a perda de 569 seres humanos indefesos, que nunca lhes fizeram absolutamente nada.

Subsistem também fortes indícios e suspeitas de que o avião cargueiro da Varig PP-VLU, voo RG 967, que voava entre Tóquio e Los Angeles com seis tripulantes a bordo, em 30 de janeiro de 1979, tenha sido desviado para seu território por caças russos, pois supostamente transportava partes de um avião Mig-25, desviado pelo piloto desertor Viktor Ivanovich Balenko, para Tóquio.

Após mais de oito dias de buscas, a aeronave jamais foi encontrada, nem partes de sua fuselagem ou corpos, ou componentes de seu interior, foram encontrados no oceano Pacífico.

Logo depois do terrível ataque ao Malaysian MH17, recentemente em julho de 2014, apenas e coincidentemente, veio a anexação oficial da Crimeia pelos russos, que segundo a ONU, é ilegal e uma afronta à soberania da Ucrânia.

No momento presente, eles acham que são os heróis responsáveis pelo fim da guerra na Síria, com milhares de vítimas civis, e que é governada por um ditador sanguinário e apoiado, claro, pelos russos. Também na época achavam que haviam acabado com os Mujahidins e Talibãs no Afeganistão, durante os anos de Vietnam particular que tiveram por lá. A Síria, provavelmente vai ser a segunda armadilha de urso, mas eles por serem metidos a conquistadores, continuam suas ações expansionistas.

Agora, estão fazendo uma enorme movimentação de tropas na fronteira com a Polônia e em toda a região dos países Bálticos, disseminando o terror entre esses pequenos países. Isso chama-se Bullying com os mais fracos. O mais interessante é que com os grandes, nunca se metem. Porque será que não? 

Este ano, em 6 de janeiro de 2017 o FBI, NSA e CIA confirmaram que os russos hackearam a eleição americana, fato que os americanos não gostaram nada, tendo como consequência a expulsão de trinta e cinco diplomatas do solo americano.

Os russos deram uma de João sem braço, dizendo que iriam retaliar na mesma medida, mas o fogo do estopim logo se apagou, pois é só falar grosso que eles retornam às estepes geladas.

O mundo, e os americanos principalmente, ainda não entenderam muito bem, ninguém sabe onde a lua de mel vai desaguar, mas o boquirroto Trump no momento diz que é amigão de Putin, e o mesmo diz que gosta muito do louro maquiado.

O interessante nesse affair é que o americano, altamente xenófobo, com mania de grandeza, e narcisismo exacerbado, troca juras de fidelidade com o russo, que acha que é a reencarnação de Gengis Khan, com intenções expansionistas por todo o mundo. Aí tem coisa, e séria.

Assim, é esperar para ver quando as oligarquias russas, velhas amigas de negócios do escultor de delírios arquitetônicos e financeiros irão emergir de seu mutismo, e em algum momento ficará claro.

Esta cronologia de fatos ocorridos serve para confirmar no momento presente o perfil covarde dos indivíduos inventores da foice e do martelo, conforme escrevi naquela época e que os caras das estepes são realmente chatos desde criancinhas.

Confiram abaixo em artigos relacionados, o texto "From Rússia With Love".

Título e Texto: José Manuel, é desconhecido, curioso e intrigante não haver nas várias aparições Marianas ao redor do mundo, algo em que alguma delas tenha se referido a uma outra nação, como na aparição aos três pastorzinhos de Fátima em 1917. 25-1-2017

Relacionados:
From Russia with love

Colunas anteriores:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Por favor, evite o anonimato! Mesmo que opte pelo botãozinho "Anônimo", escreva o seu nome no final do seu comentário.
Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente.
Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-