terça-feira, 30 de dezembro de 2014

Uma teimosia nociva e frustrante... Velhinhos e velhinhas...

Valdemar Habitzreuter

Perspectivas promissoras para 2015? Pela montagem do ministério... decepções...

Ao longo dos anos do governo de Dilma notou-se uma característica pouco louvável da ‘presidenta’: sua teimosia. Sua insensibilidade de não querer avaliar e levar em conta críticas e opiniões alheias para bem governar, permanecendo inflexível em seus pontos de vista – com desprezíveis acertos -, fez com que seu governo, de 2010 a 2014, tivesse muito a desejar, principalmente na área econômica e, sem dúvida, a permanecer nesta teimosia, fará outros quatro anos de governo pífio e sem avanços sensíveis para nosso país. (Que o futuro ministro da Fazenda, Joaquim Levy – bem recebido pelos analistas da política econômica – esteja vacinado contra a teimosia da ‘presidenta’).

É notório a fixidez ideológica do PT pela causa da inclusão dos cidadãos marginalizados na participação da riqueza que o país produz, e isto, sem sombra de dúvida, é altamente elogiável e merece toda nossa aprovação. Mas, concentrar toda a ação política em prol dessa causa pode ser um entrave para o progresso da nação como um todo.  

As classes A e B já se ressentem da transferência exagerada e atabalhoada de riquezas do setor produtivo da sociedade para o improdutivo, sem que lhes seja dada a transparência total dos gastos e garantias de eficiência das verbas aplicadas nesta área social mais carente (vide a corrupção e desvio de dinheiro nos programas ‘bolsa família’ e ‘minha casa, minha vida’). Vê-se uma enorme improvisação, sem planejamento sério, na condução da política da igualdade social.  

Esta teimosia de querer remediar de uma hora para outra, com programas suspeitos e mal executados, a problemática social nefasta que se instalou através de séculos neste país, não se fará com bravatas e enfrentamento hostil ao setor produtivo para que este transfira o máximo que puder de sua produção e a divida com quem nada ou pouco produz.  

Os doze anos do PT no poder, com sua proposta socializadora de distribuição da riqueza, não surtiram grande efeito. Segundo pesquisas recentes, há enormes bolsões de pobreza extrema que já deveriam ter sido eliminados com os bilhões de reais gastos para este fim; inclusive está aumentando o contingente a passar necessidades (fome, falta de saneamento básico, moradias, educação, etc.).  

O PT é versátil em discurso sofístico com promessas intermináveis de que a pobreza seria erradicada do país - coisa que até agora não aconteceu -, apesar dos longos anos no poder. Além do mais, viu-se a economia do país entrar em colapso e em rota de afundamento e aprofundamento da crise econômica, no governo Dilma. A economia vai mal… Dilma teima que não. A corrupção campeia por todos os lados… e Dilma teima que vai tudo bem. Continuará a teimar neste seu segundo mandato?  

Teimar pode até fazer parte do jogo político, mas teimar por pura teimosia, sem diálogo com as vozes discordantes e não apresentar argumentos convincentes de suas posições inflexíveis, traz desavenças, e a governabilidade fica prejudicada e descamba num autoritarismo de mão única sem grande perspectiva de êxito, propiciando, inclusive, o enfraquecimento da democracia.  

Nós, velhinhos e velhinhas aposentados do Aerus, sabemos o que significa essa teimosia da ‘presidenta’, pois somos vítimas dela, privando-nos de nosso salário. Sua ignóbil capacidade de resistir e mesmo contrariar, sem justificativa alguma, nossos apelos por justiça que há anos estamos fazendo, denota uma insensibilidade e teimosia sem par.  

É incompreensível que o projeto de lei PLN 31/2014 apresentado ao Congresso por iniciativa de um senador do PT, Paulo Paim - do mesmo partido da ‘presidenta’ -, depois de ter sido votado e aprovado, não ter sido sancionado pela ‘presidenta’ no prazo requerido de 15 dias. É muita teimosia. Esperava ela que o congresso não aprovasse o projeto de lei, ou que o engavetasse até que o último velhinho saísse de cena desta vida? Graças à senadora Ana Amélia, como relatora, isto não aconteceu; e a maioria dos parlamentares foi favorável à aprovação da lei (inclusive os do partido da ‘presidenta’), cientes da injustiça que nos amargura desde 2006.

Portanto, agora é lei: temos a garantia do ressarcimento integral de nossos proventos, através de tutela antecipada. Mas mesmo assim a ‘presidenta’ teimou em não sancioná-la. Isto soa como se estivéssemos lidando com alguém de mente odiosa e vingativa, como se fôssemos velhinhos abastados acusando o governo de ser a causa de nosso infortúnio. Em rigor, a ‘presidenta’ deveria responder por crime de geronticídio por postergar a sanção e promulgação de uma lei que favoreceria milhares de idosos para não terem uma morte prematura, infortúnio que a muitos já aconteceu.  

Enfim, a nossa ‘presidenta’ sofre de uma teimosia altamente nociva e frustrante, frustra a esperança de uma vida mais digna de milhares de velhinhos. Tal teimosia não condiz a um governante sério e alinhado com a justiça social.

Pergunto: quais os percalços ainda a serem vencidos para que esta lei seja publicada no DO e entre em vigor? Mais embates? Trâmites burocráticos sem fim? Veto da ‘presidenta’?  

Percebam o que uma teimosia é capaz: prejuízos e frustrações... Uma simples assinatura no devido prazo, sem mágoas e ressentimentos, reconhecendo a gravidade de uma injustiça, poderia evitar tudo isso...
Título e Texto: Valdemar Habitzreuter, 30-12-2014

Relacionados:

5 comentários:

  1. Eu disse que não ia escrever, mas não resisti, como já havia previsto, podem ler em tópicos passados.
    Só depois do carnaval...sic
    Não é pessimismo , nem fatalismo, se ela não sancionar hoje, a sanção é automática, mas para ser publicada no DOU deverá ser assinada pelo Renan, cujo recesso termina em fevereiro.
    Após a assinatura dele é reenviada à presidente, que terá 24 horas para sancionar, aí sim, se ela não assinar, o presidente do congresso assina definitivamente e manda publicar no DOU.
    Assim é a lei.
    Então é assim que funciona o país num congresso que trabalha 3 dias por semana, 9 meses por ano.
    Estamos na cadeia alimentar deles, eles são predadores de si mesmos.
    Lembrem-se a votação do PL 31 foi num momento mágico, havia um imbróglio no caminho, uns votaram devagar, outros queriam pressa.
    Fosse pelos caminhos normais estaria numa das gavetas...
    Boas festas...

    ResponderExcluir
  2. E Amigos , a resenha de hoje já saiu...resta só meio dia para que saia neste ano,na de hoje saiu um monte de "abobrinha" e o salário mínimo.
    Mas se sair amanhã ,ainda receberemos em fevereiro , depois...bom depois "nois vê"!

    Presidência da República
    Casa Civil
    Subchefia para Assuntos Jurídicos

    Senhor(a) usuário(a), Paizote
    Encaminhamos abaixo o(s) ato(s) disponibilizado(s), nesta data, no sítio da Presidência da República.

    30 de dezembro de 2014
    Decreto nº 8.384, de 29.12.2014 - Altera o Anexo ao Decreto no 4.954, de 14 de janeiro de 2004, que aprova o Regulamento da Lei no 6.894, de 16 de dezembro de 1980, que dispõe sobre a inspeção e fiscalização da produção e do comércio de fertilizantes, corretivos, inoculantes ou biofertilizantes destinados à agricultura.

    Decreto nº 8.383, de 29.12.2014 - Aprova o Programa de Dispêndios Globais - PDG para 2015 das empresas estatais federais, e dá outras providências.

    Decreto nº 8.382, de 29.12.2014 - Altera os Anexos I e II ao Decreto nº 8.159, de 18 de dezembro de 2013, que aprova o Programa de Dispêndios Globais - PDG das empresas estatais federais para 2014.

    Decreto nº 8.381, de 29.12.2014 - Regulamenta a Lei nº 12.382, de 25 de fevereiro de 2011, que dispõe sobre o valor do salário mínimo e a sua política de valorização de longo prazo.

    Decreto de 29.12.2014 - Declara de utilidade pública, para fins de desapropriação, em favor da União, para uso da Procuradoria Regional da República da 2ª Região, os imóveis que menciona, localizados no Município do Rio de Janeiro, Estado do Rio de Janeiro.


    Paizote

    ResponderExcluir
  3. teoria da conspiração esta coluna parece coisa de maçon que com papo de futebol cachorrinho abandonado praticam sabotagem sonegação trafico de droga trafico de influencia esvaziam as represas promovem o caus querendo assim fazer que o melhor governo de todos os tempos pareça coisa a toa vocês são os inimigos ocultos o lugar de vocês e na cadeia vocês as o a escoria lixo lixo e mais lixo e muitos de vocês são merda merda e merda

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito bom! Inteligente e valente!

      Excluir
    2. DEPOIS DE "CAUS" E TANTA MERDA, SENTIMOS O HÁLITO DO ESGOTO E O QUE RESIDE NESSE CÉREBRO.
      O CARA É UM VASO SANITÁRIO, PUXEM A DESCARGA, POR FAVOR.

      Excluir

Não aceitamos comentários "anônimos".

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-