quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015

Avante, caminhoneiro!

Valdemar Habitzreuter

Rodando pelas estradas afora,
Lá vai ele transportando sua carga,
Solitário vendo passar a hora,
Sem descanso percorrendo jardas.

Vilipendiado por um PT mordaz,
Estradas esburacadas, traiçoeiras,
Vai driblando com jeito contumaz
A tristeza de tantas ratoeiras

És herói num país sem rumo.
És o trabalhador que desafia o regime.
Proclamas um basta de um país torto sem prumo.
És a alma abastecedora da fome e não admites o crime.

Chamo-te herói porque és vítima de traição
De um partido trabalhista infame, sem vergonha
Amaldiçoando tua dignidade de trabalhador padrão
Jogando-te nas sarjetas das estradas, destruindo-te a vida risonha.

AVANTE CAMINHONEIRO! A SOCIEDADE TE APÓIA...

Título e Texto: Valdemar Habitzreuter, 25-2-2015 

Um comentário:

Não aceitamos comentários "anônimos".

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-