quarta-feira, 20 de fevereiro de 2019

O Instituto Datapedro (IDP) faz pesquisa na Bahia

Pedro Frederico Caldas

O já famoso INSTITUTO DATAPEDRO visitou a Bahia para uma importante pesquisa. Como é de amplo domínio público, o IDP tem métodos diferentes de aferir, analisar e sacar conclusões. Por isso, tem mais de 100 clientes e já é seguido por mais de um milhão de pessoas. De posse dos dados, teve uma animada conversa com um representante dos baianos. O representante, lógico, deve ser um baiano médio (BM): nem alto nem baixo, nem preto nem branco, medianamente cansado e regente de uma sinfônica de berimbaus. Vide o descontraído bate-papo abaixo:


IDP – Você bebe cachaça?
BM – Pouco, três vezes ao dia.
IDP – Tome uma.

BM – É pra já.
IDP – Tome outra.
BM – Só se for agora!

IDP – Tome mais uma.
BM – Oxeeeente, gente!
IDP – Tá preparado?

BM – Para o que der e vier, mais pro que vier...
IDP – Você sabia que 5 das 10 cidades mais violentas do Brasil estão na Bahia, que é o terceiro Estado que menos investe em saúde (2 reais e 13 centavos por habitante), que é o segundo estado em desemprego (17.7% contra 13.1% do País), e que o ensino médio está colocado em último lugar na avaliação do MEC?
BM – E pra que eu quero saber disso, meu rei?

IBM – Votou em qual partido na última eleição presidencial?
BM – No PT, claro!
IDP – Por quê?

BM – É o partido da cor do dendê, meu rei.
IDP – Vai tomar tenência?
BM – Agora não, que bateu uma leseira...
Título e Texto: Pedro Frederico Caldas, 15-1-2019

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não aceitamos comentários "anônimos".

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-