quinta-feira, 2 de abril de 2020

Cães curam corações

Chika, Jacqueline e Bill, foto: Lisbon Dogs

Se tem um cão, provavelmente já desistiu de se levantar tarde. Além de nos obrigarem a exercício diário, os cães afastam a solidão e a depressão para bem longe.

Por alguma razão são chamados de melhores amigos.

Estes fatores parecem fazer a diferença na saúde das pessoas que se recuperam de um acidente cardiovascular. Num estudo sueco em que os sujeitos foram seguidos até doze anos, os sobreviventes a ataques cardíacos que viviam sós, mas tinham um cão, viram o seu risco de morte ser reduzido em 33% quando comparados com as pessoas sozinhas que não tinham cães.

Mesmo entre os sujeitos que viviam com outras pessoas, os cães reduziam o risco de mortalidade em 15%.

Um padrão semelhante também foi observado entre os sobreviventes de AVC.
Título e Texto: Seleções Reader’s Digest, abril 2020

Relacionado:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não aceitamos/não publicamos comentários anônimos.

Se optar por "Anônimo", escreva o seu nome no final do comentário.

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-