quinta-feira, 27 de dezembro de 2012

"A Cidade Maravilhosa se tornou uma favela só"

É uma verdadeira vergonha a imundice que se vê no Jardim do Méier, bem ao lado do viaduto e do hospital Salgado Filho, e é assim que querem dar saúde de qualidade a população, pode?

O local é um verdadeiro hotel e sanitário público e as pessoas que por lá passam ficam expostas a um forte cheiro fétido, pois o local é um verdadeiro sanitário a céu aberto, e o pior é que ninguém vê nada ou não quer ver.

É uma vergonha passar pelo local diariamente, e as pessoas idosas e crianças que ali passam são as que mais sofrem.

Esta é a verdadeira administração pública que se vê no local.
Lucio Cavadas, Professor e Aposentado

Morro do Dezoito, foto: Cíntia Cruz
Só da zona norte?
Lucio, eu passei quase 24 anos fora do Rio de Janeiro e quando retornei fiquei decepcionada com a variação de favelas, como se não bastassem as residências já existentes há décadas. A Cidade Maravilhosa se tornou uma favela só. Já mencionei as residenciais, mas foram criadas as do transporte alternativo com kombis e Vans em péssimo estado de conservação, que não respeitam as leis do trânsito e os usuários são levados como gado imprensado, pois no banco que cabe 3 eles levam 4, quando não fazem adaptação e aumentam mais o número de bancos, no caso atrás na Kombi ou Van, onde transportam excesso de passageiros. Na frente ninguém usa cinto de segurança, não sei como passam nas vistorias anuais do Detran, pois tem portas que não funcionam e eles amarram com arame ou corrente.

Outra favela que odeio: as barracas de comida espalhadas pelas calçadas, praças, passarelas etc. As ruas ficam imundas com a quantidade de copos descartáveis. Guardanapos de papel, restos de alimentos, cascas e caroços de frutas etc. E com isso não temos mais uma cidade limpa em nenhuma área do Rio. O serviço de coleta de lixo é péssimo, embora façam a coleta nos dias certos sem faltar, mas eles recolhem os sacos de lixos de nossas portas e os armazenam na esquina no fim da tarde e o caminhão só chega pra recolher esses sacos depois das 21 horas e os cachorros e cavalos fazem a festa deixando as ruas imundas de lixo podre.

Tudo está deficiente aqui no Rio, mas ninguém reclama. Amanhã estarei cedo no setor da prefeitura e do governo do Estado, aqui na Pedra de Guaratiba, pra fazer uma série de reclamações, uma delas sobre a coleta do lixo e a outra é capinação e limpeza de meios-fios que não vem sendo feita na rua onde eu resido, coisa que no tempo do Cesar Maia era feito de 2 em 2 meses e agora é feito de 6 em 6 ou mais, e passam direto da minha rua. Amanhã eu vou lá perguntar se a Rua Porteirinha não faz parte da Pedra de Guaratiba e vou colocar o dedo no mapa mostrando a rua pra os FDPs.
Eu não deixo passar nada, reclamo de tudo, mas só vejo eu reclamar.
O povo parece que está amestrado.

2 comentários:

  1. Esqueci de colocar no meu texto acima sobre o governo estadual que agora faz reformas em condomínios particulares com o nosso pobre dinheirinho. Condomínios antigos e que devem ter a sua taxa mensal e a de reserva que é justamente para manutenção e reformas, isso sem falar na taxa extra pra reforma.
    Eu passo quase que diariamente em vários condomínios que foram ou estão sendo reformados pelo estado e dá pra perceber que ali só moram gente de classe média ou classe média quase alta ou alta.Pois vejo no estacionamento, carrões do ano e até importados. Todos com condicionadores de ar, splits e antenas variadas de TV por assinatura. Então resumo que estas pessoas não precisam do estado pra reformarem seus condomínios. Chamo essa atitude do governo de reformas eleitoreiras, pois vi isso se dá em Aracaju com o prefeito petista na época.
    A reforma da minha casa está parada há 4 anos, não tenho mais dinheiro suficiente pra garantir a minha subsistência e reformar casa, com o merreca que recebo de aposentadoria.
    Estou pensando seriamente em entrar com um requerimento solicitando ao estado que termine a minha reforma. É tão pouco o que falta que nem vão sentir.
    Sueli

    ResponderExcluir
  2. Como assim? O Estado reforma condomínios particulares? A troco de quê??

    ResponderExcluir

Não aceitamos comentários "anônimos".

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-