sábado, 16 de junho de 2018

A emoção do locutor português


Relacionados:

2 comentários:

  1. Sempre gostei do Cristiano Ronaldo.
    Torço por ele, por saber do invulgar profissionalismo dele. Se ganha milhões ou trilhões, acho ótimo para ele!

    Ontem, o cara deu um show no jogo entre as seleções de Portugal e Espanha.
    Repararam? Escrevi “jogo entre as seleções de Portugal e Espanha”.

    Foi no Brasil, já em 1974, recém-chegado ao país (fazia dois anos), na Copa realizada na Alemanha, que aprendi a não misturar futebol com patriotismo... tamanho era o “patriotismo” brasileiro nessa e nas seguintes copas. “Patriotismo” que me impressionou negativamente!

    Testemunhei muita grosseria contra seleções (países) adversárias, gozações grosseiras e fora de prazo... Muita gente, muita mesmo, confundia a vitória de uma equipe de futebol com a vitória do país. Isso foi durante o regime militar e continuou na Democracia.

    Estive no Rio há poucos dias, nossa!, que diferença! Me pareceu que a população se apercebeu dessa confusão instigada. Sei lá, vai ver que o destroçamento em 2014, no Rio, pela seleção alemã, tenha algo (ou muito) a ver.

    ResponderExcluir
  2. Ontem, quarta-feira, jogaram as seleções de Portugal e de Marrocos. Cristiano Ronaldo marcou aos 4 minutos.
    Depois disso foi um só sofrimento.
    Se fosse um campeonato do mundo entre indivíduos, não seleções, eu estaria muito esperançado em Cristiano Ronaldo...

    ResponderExcluir

Não aceitamos comentários "anônimos".

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-