sábado, 9 de junho de 2018

Não há mal que sempre baste

José Mendonça da Cruz

Assisti serenamente a mais uma demonstração do jovial servilismo dos media, quando o governo inventou mais um imposto, agora sobre os plásticos, e rádios, televisões e jornais acorreram, atentos, venerandos e obrigados, a dizer que o plástico é um ho-rrrrr-rrroooorrr, e que até uma baleia coitadinha, morreu porque ingeriu plástico, a pobre, plástico mau, que tudo polui. Inventaram até que a União Europeia também está a taxar o plástico, que não é só cá, embora nós (eles) estejamos (estejam) na vanguarda da «modernidade». 

Ora eu, que já sabia muito bem -- e até achava curioso -- que os media portugueses sempre defendem o seu governo, nunca os cidadãos leitores (embora paradoxalmente se queixem de que já ninguém lhes liga, e roguem algum subsídio por parte daqueles a quem servem) ora eu, dizia, senti, ainda assim que faltava qualquer coisa, uma adenda, um complemento, uma convergência, uma unanimidade qualquer. Ontem, ela chegou: Rui Rio acha muito bem mais impostos de plástico, e, para não ficar atrás da ideia, até sugere a urgência de outros: taxem mais o açúcar, o sal, os doces, os fritos, taxem a vida, taxem o sol, a chuva, o gasto dos passeios, o ar, taxem tudo para que os «cidadãos» (a gente) aprendam a comportar-se.

Rui Rio tem sempre esta forma engraçada e dinâmica de demonstrar a sua própria inutilidade. Mas, tirando isso, que é um mero apontamento, resta o importante, que é o facto de estarem todos unidos contra o contribuinte, ou seja, nós. Dizem que é por bem, que querem mudar a nossa forma de vida -- que é má (eles é que sabem) -- embora secretamente prefiram que mudemos o mais tarde possível para, entretanto enriquecerem taxando a nossa falta de virtude. E eu, que já recentemente simpatizei com o PCP a propósito da eutanásia, vou fazer como o PCP outra vez, e denunciar um novo e sinistro grupo: ora aí têm mais uns fascistas que acabaram de revelar-se.
Título e Texto: José Mendonça da Cruz, Corta-fitas, 8-6-2018

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Por favor, evite o anonimato! Mesmo que opte pelo botãozinho "Anônimo", escreva o seu nome no final do seu comentário.
Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente.
Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-