sexta-feira, 21 de setembro de 2018

Gemidos da miserabilidade russa

ABIM

A Rússia desviou verbas de cento e quarenta e duas cidades (quase em via de desaparecimento) para pagar a Copa do Mundo. Com exceção de Moscou e São Petersburgo, o país caiu a um nível inferior ao período comunista da URSS. Segundo a Caritas, de 30 milhões de crianças, 15 milhões vivem abaixo da linha da pobreza.

Em vinte anos, o consumo de drogas teve um aumento de 500%, e as mortes de jovens por alcoolismo, de 30%.

Em 2017, a AIDS cresceu mais de 10%, enquanto a expectativa de vida caiu para 55 anos. 

Estranhamente, a propaganda no Ocidente costuma aplaudir um enorme reerguimento familiar e religioso impulsionado por Putin, que é apresentado por vezes como um “novo Constantino do Oriente”.
Título, Imagem e Texto: ABIM, 20-9-2018

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Por favor, evite o anonimato! Mesmo que opte pelo botãozinho "Anônimo", escreva o seu nome no final do seu comentário.
Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente.
Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-