domingo, 19 de janeiro de 2020

[As danações de Carina] Pequenos pedacinhos de mim mesma – Parte cinco

Carina Bratt

1 - Televisão
Ficamos horas e horas na frente de uma telinha e esquecemos do principal. Cuidar da nossa própria existência medíocre.

2 - Fotografia
Aquela lembrança em papel amarrotado que a cada dia nos deixa mais feio, e, claro, amarelento e desgastado.


3 - Caneta (esferográfica) azul
A amiga sincera que nos ajuda a escrever as coisas mais gostosas do coração. Quando a tinta acaba, fica o cheiro gostoso do vazio que exala da derradeira palavra que restou grafada no papel em branco.

4 - Celular
Um tremendo pé na nossa consciência. Principalmente a pesada. Por ele, com ele e através dele, nos tornamos imbecis a ponto de virarmos escravos de uma onda chamada “progresso tecnicológico infernal galopante”.

5 - Bacia da privada
Local onde ricos e pobres se sentam por alguns minutos de felicidade. Enquanto se aliviam, os pobres sonham estar num trono dentro de um castelo imaginário. Os ricos, embora tenham o castelo e o trono, acabam se atrapalhando na hora de darem a descarga.   

6 - Dinheiro
O deus ingrato que nos faz curvar os joelhos diante da sua falsa oração, e, pior, de uma majestade inexistente.

7 - Burrice
Trazemos de berço e às vezes passamos a vida inteira tentando nos livrar de suas garras.

8 - No sono
O ronco serve para que o nosso companheiro descubra, sem que saibamos ou queiramos, que sofremos de um mal que a medicina cognominou de desvio de septo.

9 - Bode expiatório
É aquele animal que serve para despistar as asneiras e as burrices que o verdadeiro fez. Comumente, os louros da justiça, recaem sobre seus costados e ele acaba pagando o pato. 

10 - Homem aranha
Sujeito que entra em sua casa escalando as paredes do prédio onde você mora pelo lado de fora. Depois do trabalho realizado, desce de braços dados com a sua mulher, usando o elevador social, e, ainda ganha uma carona da madame, depois de ajudá-la a retirar o carro da garagem.

11 - Corno pau d’água
Historicamente essa figura é você mesmo depois que tomou todas com os amigos, chegou em casa tardão da noite, e flagrou a sua mulher, nos braços de outro, e ainda pediu desculpas ao Ricardão, por ter achado que entrou no apartamento errado.

12 - Papai e mamãe
Modalidade de amor a dois, que hoje em dia não existe mais entre os casais.

13 - Bullying
Nos tempos de nossos avós, a coisa não passava de um bullying (ou bulinho, em português), aquela peça caseira pequena que servia apenas para colocar café fresquinho, feito na hora, para às visitas que apareciam em casa. Hoje, o novo bullying, costuma trazer problemas para quem sofre, como especificamente para quem faz alguém passar pelas atrocidades oriundas dos seus maus bocados. Notadamente se a bebida colocada nele estiver quente demais.

14 - Perneta
Ser humano que nasceu com defeito de fabricação. Hoje, com os avanços da tecnologia, existem cangurus de todos os tipos e tamanhos (com a cara da Marisa Orth, do “Sai de Baixo”), sendo vendidos na Vinte e Cinco de Março e em motéis de beiras de estradas a preços módicos, com pequenas gorjetas ao Falabella.

15 - Diferença entre SBP e SBT
O primeiro é um multi Inseticida e, como o nome indica, serve para matar mosquitos, baratas, muriçocas, formigas e outros espécimes de pequeno porte. Já o SBT, é um canal de televisão fundado pelo Silvio Santos.

16 - Inexplicável
Jogar seu marido velho e usado da parte mais alta de uma ponte (como a Rio-Niterói, por exemplo) sobre aquele mar tenebroso  passando lá embaixo, com suas águas frias, escuras e insondáveis, e, ao chegar em casa, topar com ele sorrindo para você, e, para piorar o quadro, vestido de barquinho.

17 - Binóculo para uso contrário
Serve para que as pessoas chatas ou aquelas que   detestamos, sejam vistas bem ao longe, distantes, o máximo possível, do nosso alcance ocular.

18 - Toque retal
Procure ir ao seu urologista de nove em nove meses para saber se ele trocou de dedo, ou o engordou de propósito, e, ao lhe dar o toque costumeiro (num exame de rotina na próstata), não o faça ver chifres em cabeça do cavalo.

19 - Anúncio classificado 1
Preciso, urgente, de uma babá que não babe, principalmente quando olhar para meu marido, pai da criança.

20 - Abandono trivial
Sempre que saio com meu querido e adorado esposo, esqueço o amante no armário do quarto da empregada.

21 - Anúncio classificado 2
Estamos recrutando homens (que tenham a cabeça grande) para fazerem anúncios de pecinhas íntimas para éguas em estado interessante.

22 - Pastor
Sujeito espertalhão que vive com a Bíblia aberta metido na burrice alheia.

23 - Sem modos
Toda calcinha carrega consigo, grudada na lingerie, a feia mania de ficar dedurando onde fica a entrada da gruta.

24 - Casamento perfeito
A Tesoura se casou com o Tesouro. Segundo ela, além dele ser rico e bom de bolso, entre quarto paredes, é um tesãorão.

25 - Dúvida cruel.
Responda quem souber: defunto sem o “funto” pode ser considerado um cadáver?        

Título e Texto: Carina Bratt, de Vila Velha, no Espírito Santo. 19-1-2020

Anteriores:

2 comentários:

  1. Apenas não concordei com inexplicável?
    Pra mim seria cuidar da minha velha esposa até o fim dos meus dias, jogar fora seria explicável.
    Quanto a DEFUNTO...
    FUNTO É uma gíria americana é uma pessoa incrível, com uma grande personalidade. ela sempre terá um sorriso no rosto e sempre que se diverte ao seu redor sabe que a festa começou. Todo mundo adora se divertir porque ela é simplesmente tão incrível.
    Na origem latina significa aquele que realizou, que completou.
    A PALAVRA DE SÓZINHA SIGNIFICA DAR O SEU MELHOR OU O SEU PIOR.
    DE FUNTO A TODOS AO SEU REDOR.
    FUI...

    ResponderExcluir
  2. Bem, vou atacar de baixo para cima. Com relação a frase número 25, "Defunto sem o funto...", é apenas um De. O De completa o funto, assim como o fundo ao De. Na frase 20, leio que você, ao sair com o adorável esposo, esquece o amante no quarto da empregada. E eu indago: Carina, a empregada sabe disso? Se a resposta for sim, ela é conivente, o que sinaliza que ambas usam o mesmo ricardão. É isso?! A frase 16 é um tanto quanto sinistra. Imagine se o marido aparecesse vestido de polícia com a ponte nas costas e uma tabuleta escrita "VIATURA". Certamente você acabaria em cana. Na frase 5, depende. Se a descarga for de cordinha, é duvidoso. Todavia, se for de apertar o botão... Os demais pensamentos não mencionados, retratam e refletem um lado seu que eu desconhecia: a de uma jovem alegre e feliz com a vida. Aparecido Raimundo de Souza, de Viracopos, Campinas, São Paulo.

    ResponderExcluir

Não aceitamos/não publicamos comentários anônimos.

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-