segunda-feira, 27 de janeiro de 2020

Pinto da Costa quer Jorge Jesus no FC Porto

Líder portista pode concretizar no final da época o sonho antigo de ter o ‘amigo’ Jesus ao leme da equipa.

O treinador do Flamengo, Jorge Jesus, é a primeira escolha de Jorge Nuno Pinto da Costa para o lugar de Sérgio Conceição, que deverá deixar o comando técnico do FC Porto no final da temporada.

A notícia é avançada esta segunda-feira pelo Correio da Manhã, que já no passado sábado dava conta que a derrota caseira do FC Porto com o Braga para o campeonato teria ditado a saída de Sérgio Conceição.

De acordo com o jornal, os dragões vão tentar evitar que Jorge Jesus, de 65 anos, renove o contrato com o emblema do Rio de Janeiro, estando dispostos a oferecer-lhe um salário na ordem dos cinco milhões de euros anuais.

Foto: João Miguel Rodrigues
O “Mengão”, recorde-se, está disposto a avançar com sete milhões para segurar Jesus e as negociações, que o clube quer ver concluídas até ao fim de fevereiro, seguem a bom ritmo.

Apesar de Jesus ser a primeira escolha de Pinto da Costa, há outros nomes de treinadores portugueses em cima da mesa: Leonardo Jardim, Marco Silva e Rui Faria, que estão atualmente sem clube, bem como André Villas-Boas (ex-FC Porto).

Flash explosiva de Conceição e o voto de confiança
Pinto da Costa garantiu este domingo que tem “total confiança nos jogadores e no treinador”, Sérgio Conceição, que no sábado colocou o lugar à disposição.

“O presidente do FC Porto, Jorge Nuno Pinto da Costa, esteve ontem reunido com a equipa, no balneário, e deixou uma mensagem clara: tem total confiança nos jogadores e no treinador e acredita que terça-feira será dada uma demonstração de força no jogo frente ao Gil Vicente”, lê-se numa publicação da newsletter Dragões Diário.

Na newsletter lê-se ainda que “o FC Porto está envolvido em três competições [I Liga, Taça de Portugal e Liga Europa] e todos no grupo seguirão juntos até ao fim”.

No sábado, Sérgio Conceição, colocou o lugar à disposição da administração do clube, após a derrota na final da Taça da Liga de futebol com o Sporting de Braga (1-0). Na flash interview, o técnico disse ter colocado o lugar “à disposição do presidente” e afirmou que os azuis e brancos estão “sem união dentro do clube”.

“Nós temos de olhar para dentro. É preciso responsabilidade coletiva. Não estou a falar do grupo de trabalho, toda a gente. É difícil. É difícil trabalhar em determinadas condições. Primeiro ano muito difícil. Sem reforços e sem dinheiro. Segundo ano falta de verdade desportiva, que houve, o ano passado. Este ano, sem união dentro do clube. O meu lugar está à disposição do presidente, disparou o técnico do FC Porto.

Após o encontro, Sérgio Conceição não marcou presença na conferência de imprensa e passou na zona mista do estádio acompanhado pelo presidente do clube azul e branco, Pinto da Costa, e também pelo dirigente Luís Gonçalves.

O FC Porto volta esta terça-feira a jogar para o campeonato, em casa, frente ao Gil Vicente. Não haverá conferência de imprensa de antevisão à partida, de acordo com a RR.
Título e Texto: ZAP.aeiou, 27-1-2020

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não aceitamos comentários "anônimos".

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-