quarta-feira, 25 de abril de 2018

Jovem militante do PSD agredido com um ovo, no Porto

Gaspar Macedo

Eu gostava de poder dizer que estou a brincar...

Mas não estou a brincar.

Estive esta tarde nas comemorações do dia 25 de abril, no Porto. Fiz um desafio a quem me segue, principalmente a quem me insulta ou critica, para me procurar no meio da festa e trocar realmente umas ideias comigo. Desafiei-os de boa-fé a mostrar-me que estou errado.

Enquanto prestava atenção ao espetáculo, já tendo reparado em alguns olhares menos simpáticos e uns apontares de dedo, por detrás de mim um covarde qualquer, de rosto tapado, deu-me com um ovo na cabeça e fugiu. Esta é a foto do momento e que fiz questão de deixar registado.


Enquanto uns passaram o dia a fazer discursos, a marchar, a passear ou até mesmo a viver o dia como qualquer outro, esta foi a liberdade e respeito que me restaram. Este foi o meu 25 de abril.

Publico esta foto não para me vitimizar, mas para provar que ainda há muito covarde disfarçado de democrata que atenta todos os dias contra a democracia. O fundamentalismo que pensamos ter extinguido depois do Fascismo ainda existe e é capaz de atirar ovos a quem nem sequer ocupa um cargo público, apenas me expresso.

Faz-me pensar no verdadeiro país em que vivo. O país que deixa caminhar o ex-ministro das finanças grego, Yanis Varoufakis, em tempos o derradeiro messias dos nossos pequenos revolucionários contemporâneos, pelas ruas livres do nosso país, mas atira um ovo contra o seu próprio povo, contra alguém que se recusa a ser parte dos extremos Esquerdo e Direito que nos assombram. O país onde uns preferem partilhar a liberdade com alguns rostos internacionais para promover espetáculo, do que a partilhar com os seus concidadãos respeitando-os na diferença.

Hoje eu senti pela primeira vez as consequências daquilo que venho a escrever desde sempre e tenho por isso, agora mais do que nunca, razões para continuar quando tantas vezes pensei em parar.

Sempre disse que aquilo que faço é apenas escrever a minha opinião, mas hoje provaram-me que estou errado. Aquilo que eu e muitos mais fazemos é bem mais importante, porque desmascaramos os tolerantes intolerantes deste país.

Fiquei apenas na dúvida sobre quais terão sido as motivações.

Terá sido simples ódio à minha pessoa? Terá sido ódio à minha opção partidária? Pergunto-me se será por ter defendido Nádia Piazza, Pedro Passos Coelho, Juiz Carlos Alexandre, Joana Marques Vidal e outros nomes politicamente incorretos. Talvez até tenha sido por ter atacado pessoas como Joana Mortágua, Mariana Mortágua, Catarina Martins, Carlos César, João Galamba, Jerónimo de Sousa, Isabel Moreira e outros nomes que se fazem ressurgir como os rostos da “alta moralidade” na comunicação social.

Questiono-me se terá sido por ter atacado a hipocrisia de alguns partidos em relação ao financiamento da cultura. Pergunto-me se terá sido por ter criticado a aprovação da mudança de sexo aos 16 anos de idade.

Pergunto-me se terá sido por ter falado da forma cruel como o governo e alguns partidos tratam o exército e as famílias dos militares que morrem em missão.

Pergunto-me se terá sido por ter acatado os salários ridículos e desproporcionais na RTP e em outras empresas públicas.

Pergunto-me se terá sido por ter atacado a Associação de Estudantes da FEUC por ter convidado um corrupto como José Sócrates para falar sobre a Europa e o país.

Eu não sei qual foi a razão, mas sei que embora a roupa suja, sinto orgulho de mim próprio.

Orgulho-me porque enquanto muitos que hoje marcharam nas ruas pela aparência de abril e acabam por se esquecer desses mesmos valores durante o resto do ano, eu prefiro fazer da minha curta vida uma marcha pela liberdade de expressão.

Hoje, eu levei com um ovo pela democracia e pelo direito de poder dizer aquilo que eu penso. Se eu estou disposto a isso, qualquer um que esteja a ler isto será capaz de nunca mais ter receio de partilhar a sua opinião. Nunca se acomodem.

Até 25 de Novembro.

Tenho dito.

Um comentário:

  1. Se esse rapaz fosse um homossexual, panssexual ou o caralho de esquerda, TENHO a CERTEZA que a ovada seria noticiada até na CNN, cuja responsabilidade atribuiria a... Donald Trump. Podes crer!

    ResponderExcluir

Por favor, evite o anonimato! Mesmo que opte pelo botãozinho "Anônimo", escreva o seu nome no final do seu comentário.
Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente.
Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-