quarta-feira, 24 de abril de 2019

General Mourão: o traidor?

Vamos resolver de uma vez por todas as polêmicas entre Carlos Bolsonaro, Olavo de Carvalho, Gen. Mourão e o Governo Bolsonaro. Chega.


Bernardo P Küster, 24-4-2019

**Acesse minha LIVRARIA: https://bit.ly/2qH0kXP
*Visite a LOJA Vista Direita: http://bit.ly/VistaDireitaBernardo
COLABORE COM O CANAL: https://bit.ly/2vBrLph

6 comentários:

  1. É APENAS UMA GUERRA DE EGOS, CAPITÃO NÃO COMANDA GENERAL.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Well... mas depois de assistir ao vídeo pesa a sensação de que o vice-presidente não quer ou não pode fazer parte da mesma orquestra...

      Excluir
  2. O comportamento do Gen. Mourão é vergonhoso. Se ele discorda das ideias do Presidente Bolsonaro, como seu subordinado e integrante da equipe, deveria conversar com ele em particular. Ou, não deveria ter aceito participar da chapa de Bolsonaro, uma vez que não compartilha das mesmas ideias. Nós, brasileiros, estamos cansados de egos gigantescos. Não tem mais espaço para isso. Os interesses do país devem vir em primeiro lugar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O vídeo do Bernardo nos mostra passadas afirmações e posições do vice-presidente, competentemente recortadas por ele, Bernardo.

      Excluir
  3. Os militares de 1966 chamados de direita, estatizaram tudo como se fossem de esquerda.
    Ainda existem resquícios.
    O Gal. Mourão ainda vive o período, nota-se seu descontentamento com as privatizações.
    Os corruptos que se seguiram após 1985, criaram agências onde os militares atuavam, como transformar o DAC e m ANAC.
    Teriam os militares sido socialistas?
    Não é normal militar estar no comando de tudo.
    Eu diria que Bolsonaro é diferente porque foi político, e Mourão continua na "old school".

    ResponderExcluir

Não aceitamos comentários "anônimos".

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-