sábado, 20 de abril de 2019

[Viagens, Produtos e Serviços] Chaves

Numa segunda-feira deste abril aproamos a Chaves.


Chaves é uma cidade portuguesa do Distrito de Vila Real, Região do Norte, sub-região do Alto Tâmega, com cerca de 18 500 habitantes no seu perímetro urbano, sendo por isso a segunda maior cidade do Distrito de Vila Real. É sede de um município com 41 243 habitantes, subdividido em 39 freguesias.

Foi uma viagem, de carro, super tranquila. As autoestradas portuguesas são excelentes.



Chegamos no início da tarde, o que nos permitiu visitar os pontos mais interessantes de Chaves:



A Ponte Romana de Chaves, também referida como ponte de Trajano, localiza-se sobre o rio Tâmega.


O Castelo de Chaves localiza-se na freguesia de Santa Maria Maior, Chaves. Em posição dominante sobre uma elevação à beira do rio Tâmega, defendia a fronteira com a Galiza.

Este castelo tem no interior da Torre de Menagem um museu militar.




O Museu de Arte Contemporânea Nadir Afonso é um museu de arte contemporânea inaugurado em julho de 2016, edifício projetado pelo arquiteto Álvaro Siza Vieira.

Foto: Fernando Guerra
O Museu da Região Flaviense no centro histórico da cidade de Chaves.


Igreja de Santa Maria Maior ou Igreja Matriz, foi durante o período romano, um dos mais importantes núcleos urbanos da península, tendo os registos da época das invasões suevas, citado a cidade como sede de um bispado cristão. O templo existente teria sido parcialmente destruído, tendo a época de ocupação árabe ditado a extinção da diocese.


O Forte de Nossa Senhora do Rosário, melhor conhecido como Forte São Francisco de Chaves.



Anteriores:

Um comentário:

  1. Só faltou dizer por quê os habitantes de Chaves se denominam FLAVIENSES.
    Por causa do Imperador Flavius. Chaves foi uma cidade Romana. No hotel em que fiquei há no lobby uma moeda romana cunhada com a efígie de Flavius. Belíssima cidade e passeio melhor ainda.
    José Manuel

    ResponderExcluir

Não aceitamos comentários "anônimos".

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-