quarta-feira, 12 de outubro de 2016

A vitória de Temer...

Valdemar Habitzreuter
Aos poucos Temer vai se revelando a que veio. Golpista ou redentor? Aos olhos da oposição, é claro, golpista. Mas, de repente demonstra versatilidade frente ao governo. O jantar do domingo passado com os parlamentares da base aliada rendeu-lhe uma vitória expressiva com a votação da PEC na câmara que limita os gastos públicos.

Eis a grande diferença entre Dilma e Temer. Este, um negociador hábil que dá importância ao diálogo; aquela, uma figura petrificada, inflexível e distante do bom relacionamento com os parlamentares; e, justamente, pela sua inabilidade política ao diálogo foi abandonada pela maioria de sua base.

Quem sabe não pinte no cenário político, na pessoa de Temer, um redentor da pátria. Tem a faca e o queijo na mão; a faca para golpear o pessimismo em que se transveste a sociedade brasileira, e o queijo para dar um novo alento e vislumbrar novas perspectivas para sair do atoleiro econômico.

Em seu íntimo, Temer já estabeleceu sua estratégia de governo: como já descartou a reeleição, vai se dedicar exclusivamente a editar medidas amargas e severas, de extrema necessidade, não importando se sua popularidade se fixe em níveis baixos. E, me parece, que sua equipe de governo, principalmente a econômica com Meireles à frente, pega junto e demonstra empenho em tirar o país da agonia.

Temer pode passar para a História como redentor. E a oposição terá que abdicar de sua tese de que Temer foi golpista ou, minimamente, terá que aceitar que foi um golpista redentor... 
Título e Texto: Valdemar Habitzreuter, 11-10-2016

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Por favor, evite o anonimato! Mesmo que opte pelo botãozinho "Anônimo", escreva o seu nome no final do seu comentário.
Não use CAIXA ALTA, (Não grite!) isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente.
Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-