domingo, 11 de junho de 2017

Atitude bárbara e desproporcional

Vitor Grando


Imagine se Deus imprimisse em nossas testas cada um de nossos pecados ou pensamentos impuros que já tivemos. A vida em sociedade seria inviável. A atitude do tatuador é bárbara e desproporcional. Mas é preciso tratar essas ações - cada vez mais costumeiras - com o devido cuidado.

Não há vítima nessa história. Ao que tudo indica, o "adolescente" roubou um mendigo aleijado. Merece uma punição exemplar. E essa punição exemplar é muitas vezes uns tapas na cara pra ficar esperto. Na vida real é assim que funciona e deve funcionar. A reação da população é perfeitamente normal e até desejável.

É curioso que os grupos que se mostram preocupados com os bandidos e legitimam sua criminalidade apontando as circunstâncias sociais que supostamente ensejaram o ato, ignorem totalmente as circunstâncias que levam gente como esse tatuador a fazer o que fez. Se é compreensível ou até justificável a criminalidade em razão da sua condição social, como dizem alguns, a fortiori é justificável a REAÇÃO da população cansada de ficar à mercê de bandidos cruéis.

Mais uma vez, tomemos o devido cuidado para não tratar como vítima quem não é. Mas com o devido cuidado para não desumanizarmos e nos rebaixarmos ao nível desses criminosos.
Texto: Vitor Grando, Facebook, 11-6-2017

Relacionados:

Um comentário:

  1. LAMENTÁVEL, MAS O CIDADÃO DE BEM NÃO TEM MEIOS PARA LUTAR.
    O ESTATUTO DO ADOLESCENTE É CRIMINOSO.
    Se usássemos a técnica de amputar as mãos dos delinquentes, mais da metade do país estaria maneta e aposentada por invalidez.
    Se castrássemos os estupradores menos mulheres seriam feridas nesse Brasil.
    Direitos humanos só para bandidos é uma imbecilidade.
    Se fizéssemos os motoristas causadores de acidentes pagarem seus crimes, certamente muito não comprariam mais carros.
    O Brasil desconhece o que é projeto de vida dos cidadãos de bem, só dos criminosos.
    Conheço um país aqui pertinho que quebra as mãos de batedores de carteira, ficam reconhecidos pela população e no mínimo 12 meses sem trabalho.
    fui...

    ResponderExcluir

Por favor, evite o anonimato! Mesmo que opte pelo botãozinho "Anônimo", escreva o seu nome no final do seu comentário.
Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente.
Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-