quarta-feira, 4 de julho de 2018

Juventus ofereceu a Ronaldo o que o Real Madrid... lhe tirou

Fábio Aguiar


A confirmação da transferência de Cristiano Ronaldo para a Juventus poderá estar por horas. Segundo apurou o Desporto ao Minuto junto de fonte próxima do jogador, a forma como o clube italiano se enquadrou em todo o processo, com um respeito e um carinho enormes, manifestando um extremo empenho na sua contratação, deixou o internacional português grato e comovido. CR7 sente que, de facto, é mesmo desejado em Itália, ao contrário do que acontece no Real Madrid, onde o apoio e o reconhecimento tem vindo desvanecer.

Contudo, e ao contrário do que tem vindo a ser vinculado por alguns orgãos de comunicação estrangeiros, o negócio, que poderá envolver um pagamento de 100 milhões de euros aos merengues e um montante salarial de 120 milhões de euros em quatro anos ao melhor do mundo, ainda não está totalmente fechado.

Cristiano Ronaldo terá informado os responsáveis da Vecchia Signora da sua disponibilidade para rumar à Série A e assim ajudar o clube no sonho de conquistar a tão ambicionada Liga dos Campeões, até porque, neste momento, já não está feliz na capital espanhola. A relação com Florentino Pérez foi-se deteriorando ao longo dos últimos tempos, tudo graças à falta de cumprimento de várias promessas do líder blanco.

Tal como o Desporto ao Minuto noticiou em tempo oportuno, mais do que questões financeiras, Cristiano Ronaldo sente que o reconhecimento e o apoio dado pelo presidente e pela estrutura do clube madridista não é condizente com a importância, o prestígio e a influência que ao longo dos anos tem demonstrado dentro e fora de campo e entende que merece outro tipo de tratamento, e até respeito, algo que... a Juventus demonstrou desde o primeiro momento.

Ao fim de quatro Ligas dos Campeões, quatro Mundiais de Clubes, quatro Bolas de Ouro e três Botas, entre muitos outros títulos, os dias de Ronaldo no Santiago Bernabéu poderão estar contados.

Em nove temporadas, CR7 apontou 450 golos em 438 jogos - média superior a um golo por encontro (1.02) - e assinou ainda 200 assistências. Tornou-se o melhor marcador da história do Real Madrid e, a confirmar-se, deixa os merengues com um estatuto de símbolo do clube.
Título e Texto: Fábio Aguiar, MSN Desporto, 4-7-2018

Relacionados:

2 comentários:

Por favor, evite o anonimato! Mesmo que opte pelo botãozinho "Anônimo", escreva o seu nome no final do seu comentário.
Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente.
Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-