terça-feira, 27 de junho de 2017

Travel ban

José António Rodrigues Carmo

Os médias de esquerda norte-americanos (NYT, WP, CNN, MSNBC, a TIME, etc), devidamente secundados pelos equivalentes europeus e portugueses, fizeram parangonas vitoriosas quando o "travel ban" relativo a alguns muçulmanos foi bloqueado em tribunais de 1ª e 2ª instância nos EUA.

Na altura, muita gente chamou a atenção para o facto de esses tribunais serem dominados por juízes nomeados por administrações democratas e as sentenças serem basicamente políticas e ideológicas.

Ontem, a Suprema Corte dos Estados Unidos decidiu ouvir o caso lá para outubro, mas, entretanto, anulou a parte substancial dos bloqueios decididos pelos juízes ativistas.

Sede da Suprema Corte dos EUA, Washington

Foi uma clara vitória da administração Trump, mas curiosamente os tais media noticiaram o assunto pouco mais que em nota de rodapé, o que revela claramente o sectarismo de alguns meios de comunicação que, instalados em bolhas de esquerda, insistem num solipsismo tragicómico.

O relevante nesta decisão é que ela foi inteiramente jurídica, unânime, com todos os juízes, incluindo os "liberais", a votarem a favor.

O bom senso começa a regressar e a poeirada ideológica daqueles que só aceitam a democracia quando lhes convém, está finalmente a assentar. 
Título e Texto: José António Rodrigues Carmo, Facebook, 27-6-2017

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Por favor, evite o anonimato! Mesmo que opte pelo botãozinho "Anônimo", escreva o seu nome no final do seu comentário.
Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente.
Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-