quarta-feira, 27 de maio de 2020

Trump acusa Twitter de interferir nas eleições dos EUA após alerta de informação enganosa

Gazeta do Povo

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, acusou o Twitter de interferir nas eleições presidenciais de 2020, após a rede marcar uma de suas publicações com um alerta de checagem de fatos.



"[O Twitter] está dizendo que a minha declaração sobre votos pelo correio, que levarão a enormes fraudes e corrupção, está incorreta, com base em checagem de fatos das redes de Fake News CNN e Washington Post", acusou Trump em sua conta no próprio Twitter na noite desta terça-feira (26). "O Twitter está sufocando a liberdade de expressão e eu, como presidente, não permitirei que isso aconteça!", continuou o republicano.

Mais cedo, a rede social colocou um alerta em uma publicação em que Trump dizia que a votação por correio comprometeria a eleição presidencial americana. O procedimento é comumente usado pelo Twitter, mas essa foi a primeira vez que a medida foi usada contra o presidente americano.

Trump dizia nessa postagem que uma votação por cédulas enviadas pelo correio seria inevitavelmente "fraudulenta", em reação à decisão do governador da Califórnia, o democrata Gavin Newsom, de enviar as cédulas para todos os eleitores registrados no estado, como medida diante da pandemia de Covid-19.

"Obtenha aqui os fatos sobre votação por correio", diz a mensagem incluída pelo Twitter abaixo da postagem de Trump, com link para uma página na plataforma com informações de meios de comunicação que contradizem o teor da mensagem do presidente.
Título e Texto: Gazeta do Povo, 26-5-2020, 23h43

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não aceitamos/não publicamos comentários anônimos.

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-