sexta-feira, 29 de maio de 2020

Golpismo em curso do establishment que não aceita resultado das urnas

Rodrigo Constantino

Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado
A turma do "estamento burocrático" que controla o estado brasileiro nunca engoliu o resultado das urnas que levou Bolsonaro ao poder. Desde o primeiro dia querem derrubá-lo, exatamente como aconteceu nos Estados Unidos com Trump.

Viram nessa história de Fake News e "gabinete do ódio" um pretexto para levar adiante o plano, mesmo tendo de aplaudir um inquérito ilegal e arbitrário criado por Toffoli e relatado por Alexandre de Moraes.

Alguns ainda tentam, mas não dá mais para fingir que não entendeu o golpismo em curso. Basta ver esse tipo de notícia:


Eles estão assanhados! Nesse contexto, fica bem mais fácil entender todos os afagos recentes trocados entre petistas e tucanos, a postura de FHC, de Doria e Lula. Este, aliás, chegou a imaginar um passado inexistente, só para deixar claro que morre de saudades do tempo em que havia hegemonia entre as esquerdas:

A turma do "estamento burocrático" que controla o estado brasileiro nunca engoliu o resultado das urnas que levou Bolsonaro ao poder. Desde o primeiro dia querem derruba-lo, exatamente como aconteceu nos Estados Unidos com Trump.

Viram nessa história de Fake News e "gabinete do ódio" um pretexto para levar adiante o plano, mesmo tendo de aplaudir um inquérito ilegal e arbitrário criado por Toffoli e relatado por Alexandre de Moraes.

Alguns ainda tentam, mas não dá mais para fingir que não entendeu o golpismo em curso. Basta ver esse tipo de notícia:

Eles estão assanhados! Nesse contexto, fica bem mais fácil entender todos os afagos recentes trocados entre petistas e tucanos, a postura de FHC, de Doria e Lula. Este, aliás, chegou a imaginar um passado inexistente, só para deixar claro que morre de saudades do tempo em que havia hegemonia entre as esquerdas:

Lula é mitomaníaco e mente sobre a relação entre petistas e tucanos, mas só um pouco. De certa forma, o tweet é revelador: tucanos e petistas, esquerdas moderada e radical, bicam-se, mas se entendem no fundo e na essência. Desejam regressar à época em que disputavam entre eles o poder, sem qualquer representante à direita, e com uma imprensa que fazia o mesmo jogo sujo, inclusive chamando os tucanos de direita!

Mais um motivo para defender Bolsonaro contra ambos, ou para resistir a esse avanço golpista em curso. Infelizmente, até supostos liberais embarcaram nessa narrativa, e enaltecem o tal inquérito ilegal do Supremo. Foi o caso de João Amoedo, do Partido Novo, usando um advogado de petista como fonte:
Vale notar que não é o Novo como um todo. O deputado Marcel van Hattem, por exemplo, adotou postura bem diferente, em defesa da liberdade. Ele tem sido uma voz firme e coerente na defesa das liberdades, como fica claro:


Já parcela da mídia está mesmo na labuta incansável para derrubar o presidente, mesmo aquela que foi censurada pelo inquérito bizarro, mas hoje faz vista grossa para tentar atingir Bolsonaro. Da série "O vídeo é devastador", vem aí...


O mesmo militante rebelde sentiu o golpe após a "live" de Bolsonaro nesta quinta, em que citou O Antagonista e lembrou do sócio do mercado financeiro, alertando que a CVM existe para investigar eventuais manipulações de mercado:

E por falar na insinuação de que perderam sua principal fonte... o ex-ministro Sergio Moro concedeu uma entrevista à revista Crusoé, do mesmo grupo, e ainda alegou se tratar de ajuda para construir, não de crítica.

O propósito não é criticar, mas construir? E saiu da forma que saiu, atirando? E por isso concedeu entrevista a uma revista de uma turma que faz campanha histérica pela derrubada do presidente? Conta outra, né, Moro! Assim a decepção só aumenta...
No fundo, está cada vez mais claro que há uma grande aliança, ainda que informal, pela derrubada do presidente. E, ao perceber isso, muitos brasileiros se colocam na defensiva, com toda razão. Não é necessariamente uma defesa de Bolsonaro, mas sim das instituições, da democracia, das regras do jogo!

Quem odeia o presidente deve aguardar até 2022, ou apresentar algo mais concreto sobre algum crime cometido. Essa palhaçada de Fake News já deu!
Título, Imagens e Texto: Rodrigo Constantino, Gazeta do Povo, 29-5-2020, 11h56

Relacionados:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não aceitamos/não publicamos comentários anônimos.

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-