quinta-feira, 22 de setembro de 2016

[Comer e beber fora] Ou dentro, você escolhe

Taí, vamos para mais uma coluna da nossa revista virtual: trata-se de dividirmos com os demais leitores as nossas conclusões sobre aquele restaurante onde estivemos anteontem, uma churrascaria, um bar, um botequim, uma tasca, taberna, um quiosque na praia… um hotel, uma pensão, uma pousada, um palácio… em qualquer cidade do mundo.
Vamos ‘concorrer’ com sites como o TripAdvisor, well…


Relacionado: 

5 comentários:

  1. Gostei da ideia.
    O melhor restaurante japonês que fui foi o Suntory, ou Shintory em São Paulo.
    Uma verdadeira extravagância. Na época cerca de um salário mínimo por casal.
    Valeu o gasto.
    Infelizmente, fecho as portas em Dezembro passado.
    Todos fazem ideias de que gaúchos adoram rodízios, sou exceção, detesto-os.
    Adquiri um nojo tremendo de galinha, por causa das caixas de lanches que entravam nos voos nacionais, que fediam a galinhas, apesar de haver dentro um único peito de frango.
    Quem já entrou numa churrascaria rodízio, vê aqueles frangos nojentos sendo assados junto com salsichões, costelas e carnes nobres.
    Tudo vem fedendo a frango. Picanha com sabor e cheiro de frango.
    Não como hamburger, onde fazem frango ou coração de frango na mesma chapa.
    Frango fede cru cozido ou frito.
    Então minha dica para Porto Alegre:
    O melhor filé ao alho e óleo da cidade está no restaurante da Figueira, na Estrada do Forte, esquina Assis Brasil, custa 35 reais. O problema é o Chopp, 3 deles custam 30 reais. Pedindo umas fritas e salada dá tranquilo para duas pessoas.
    Por 12 reais você come um excelente Baurú de filé.
    Aos mais abastados recomento o restaurante português, dirigido por portugueses,
    CALAMARES; TUDO PERFEITO, minha sugestão feijoada de frutos do mar.
    https://www.facebook.com/restaurantecalamaresoficial/
    fui...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito bom, Rochinha!
      Captou direitinho o espírito do 'legislador'...
      Vou tentar transformar este seu comentário em um post...
      Obrigado!

      Excluir
  2. Não estou gostando muito do título da Coluna...

    ResponderExcluir
  3. Vejam bem, nós Ex-Aeronautas, Variguianos, que viajamos o mundo inteiro praticamente, até por necessidade comíamos fora o tempo todo.Tenho grandes lembranças de lugares maravilhosos para comer fora. Hoje, até porque, devido a rasteira que levamos, no Aerus, principalmente os do Plano 1, não nos foi permitido continuar a comer fora tanto assim. Já fui bom nisso!
    Mas a vida continua, gosto de um bom Churasco, tenho ido aqui em Santos no Tertúlia na ponta da praia, tem um lugar em São Vicente, chama-se Gáudio, servem um Camarão ao alho e óleo, enorme, com uma cervejinha, em São Paulo costumo comer uma Pizza na Marguerita no jardins é fantástica, curto o Galetos no Shopping Morumbi, tem bons restaurantes lá, esporadicamente vou ao 348 (três quatro otcho) no Itaim, tem uma carne Argentina maravilhosa, um pouco caro lá, a Ráscal na Alameda Santos no jardins tem um Bufet espetacular, e uma Pizza massa fina muito boa, uma vez ou outra como um Steak no Outback, e vamos levando a vida.
    Heitor Volkart

    ResponderExcluir

Por favor, evite o anonimato! Mesmo que opte pelo botãozinho "Anônimo", escreva o seu nome no final do seu comentário.
Não use CAIXA ALTA, (Não grite!) isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente.
Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-