quinta-feira, 8 de setembro de 2016

[Minha Pátria é a Língua Portuguesa] Apresentação



A língua portuguesa, também designada português, é uma língua românica flexiva originada no galego-português falado no Reino da Galiza e no norte de Portugal. Com a criação do Reino de Portugal em 1139 e a expansão para o sul como parte da Reconquista deu-se a difusão da língua pelas terras conquistadas e mais tarde, com as descobertas portuguesas, para o Brasil, África e outras partes do mundo.O português foi usado, naquela época, não somente nas cidades conquistadas pelos portugueses, mas também por muitos governantes locais nos seus contatos com outros estrangeiros poderosos. Especialmente nessa altura a língua portuguesa também influenciou várias línguas.

É uma das línguas oficiais da União Europeia, do Mercosul, da União de Nações Sul-Americanas, da Organização dos Estados Americanos, da União Africana e dos Países Lusófonos. Com aproximadamente 280 milhões de falantes, o português é a 5ª língua mais falada no mundo, a 3ª mais falada no hemisfério ocidental e a mais falada no hemisfério sul da Terra.


Durante a Era dos Descobrimentos, marinheiros portugueses levaram o seu idioma para lugares distantes. A exploração foi seguida por tentativas de colonizar novas terras para o Império Português e, como resultado, o português dispersou-se pelo mundo. Brasil e Portugal são os dois únicos países cuja língua primária é o português. Entretanto, o idioma é também largamente utilizado como língua franca nas antigas colônias portuguesas de Moçambique, Angola, Cabo Verde, Guiné Equatorial, Guiné-Bissau e São Tomé e Príncipe, todas na África. Além disso, por razões históricas, falantes do português são encontrados também em Macau, no Timor-Leste e em Goa.

O português é conhecido como "a língua de Camões" (em homenagem a uma das mais conhecidas figuras literárias de Portugal, Luís Vaz de Camões, autor de Os Lusíadas) e "a última flor do Lácio" (expressão usada no soneto Língua Portuguesa, do escritor brasileiro Olavo Bilac.

Miguel de Cervantes, o célebre autor espanhol, considerava o idioma "doce e agradável". Em março de 2006, o Museu da Língua Portuguesa, um museu interativo sobre o idioma, foi fundado em São Paulo, Brasil, a cidade com o maior número de falantes do português em todo o mundo.
Wikipédia

Pois é, ontem conversei com alguns dos valiosos colaboradores sobre a ideia de criar uma ‘coluna’ tipo [A rica língua portuguesa] e ir postando dúvidas ou ‘armadilhas” de português (língua)… e a gente debater, se necessidade houver. Não é um cabo de guerra, a intenção é que pesquisemos e dividamos as descobertas, os conhecimentos e o nosso GOSTO pela língua portuguesa com os generosos leitores!

Não trataremos das diferentes pronúncias, nacionais ou regionais. Tampouco dos dialetos nacionais. De regionalismos, sim, tipo as diferentes palavras para designar o mesmo objeto.

Enfim, uma diversão enriquecedora para quem, a exemplo de Fernando Pessoa, tem a Língua Portuguesa como Pátria.
Vamos nessa!

Aguardem, por favor, o primeiro desafio.

Muito obrigado!
JP, 8-9-2016

Um comentário:

  1. Well… estava comentando na excelente contribuição do Valdemar Habitzreuter, “SAUDADE”, o que li há muitos anos (um pouco muitos!) no jornal ‘Le Monde’ a propósito de ‘Saudade’, quando me lembrei do que li também neste jornal sobre Fernando Pessoa: era um artigo sobre o poeta, no suplemento literário do jornal.

    E começava assim (cito de memória, que guardo até hoje):
    “Le Portugal peut s'enorgueillir d’avoir donné au monde un des poètes les (des?) plus hétéronymes…”. Lembro bem, pois corri ao dicionário para saber o que significava essa coisa de ‘hétéronymes’…

    Traduzindo a frase: Portugal pode se orgulhar de ter dado ao mundo um dos poetas (com) mais heterônimos.

    ResponderExcluir

Por favor, evite o anonimato! Mesmo que opte pelo botãozinho "Anônimo", escreva o seu nome no final do seu comentário.
Não use CAIXA ALTA, (Não grite!) isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente.
Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-