quarta-feira, 14 de junho de 2017

Danilo Gentili dá lição de cidadania ao ativar o MPF contra Maria do Rosário por improbidade

Luciano Ayan

O truque de Maria do Rosário foi bem básico e não difere daquilo que tem sido executado há tempos pela extrema-esquerda: usar a força do Judiciário e intimidar o inimigo. No caso de Maria do Rosário, ela usou seu cargo de deputada para tentar censurar o humorista por causa de uma piada. Conforme o TV Foco, agora Gentili [foto] pede para que a deputada totalitária seja investigada.


Ocorre que semanas atrás, Maria do Rosário mandou uma notificação ao humorista exigindo que ele apagasse publicações relacionadas a ela e sua filha menor de idade da Internet. Ele não acatou o pedido, e gravou um vídeo no qual picotava a notificação e a enfiava na cueca. Em seguida, mandou tudo de volta para a socialista, publicando o vídeo em suas redes sociais.

Agora, a defesa de Gentili requisitou que o MPF investigue a prática de improbidade administrativa de Maria do Rosário por ter usado a estrutura da Câmara para tentar censurá-lo.

“Nós entendemos que a deputada Maria do Rosário não deveria, de forma alguma, ter utilizado a estrutura da Câmara para notificar Danilo Gentili. Ela buscou, no nosso entendimento, censurar uma pessoa usando a máquina pública, algo absolutamente impensável”, afirmou o advogado de Gentili, Maurício Bunazar.

O pedido da defesa de Gentili já foi protocolado e está em trâmite no MPF. Foram anexadas cópias do tweets trocados entre ele e a deputada e da notificação da deputada (que ele rasgou).

“O que ensejou a notificação foram tweets que eles trocaram que nada tinham a ver com a posição parlamentar. Era uma posição da Maria do Rosário, não da deputada”, diz Bunazar, advogado de Gentili.

Em suma, isso é uma aula de cidadania. Se não reagimos a totalitários que usam seu poder para silenciar a divergência, eles avançam cada vez mais.

Pode parecer pouco, mas isso que Gentili fez é uma aula de cidadania. Ele merece todo apoio. 
Título, Imagem e Texto: Luciano Ayan, Ceticismo Político, 13-6-2017

Um comentário:

  1. É assim que precisa ser feito. Dias atrás, tive minha credencial e a de minha secretária, suspensa, por causa de um imbecil de um deputadozinho de bosta, um cagalhão, que tentou me intimidar, dizendo que "naquela casa eu jamais voltaria a por os pés". Tudo por causa de um texto que escrevi sobre o nosso "onesto" e fulustrélico presidente. Entenda fulustrélico como imbecil que nem cometer crimes sabe. Deixa rastros, Liguei para meu advogado, no Rio de Janeiro e uma semana depois, a ordem do imbecil foi cassada. Estou de volta a casa. Casa???!!! Não sabia que os puteiros de Brasília eram conhecidos por "casas". Na verdade, só meto os pés nessa porcaria de "casa" porque o jornalista que escreve sobre política, meu amigo pessoal, está acidentado e ainda internado em São Paulo. Fora de perigo, graças a Deus. Espero que logo volte as suas funções. E o mais importante, meu advogado porreta pediu uma indenização ao pilantra por tentar cercear meu direito de ingresso no puteiro, perdão, na casa. Penso em publicar um texto que escrevi para esse palerma, e, em seguida, mandar para o ilustre e "onrozzzo deputadozinho feito nas merdas que o cercam. Estou de volta, nobre cagalhão, além de estar igualmente solidário a Danilo Gentili (disso isso a ele, ontem), que não se curvou diante dessa depu... tada... Maria do Rosário das Contas Perdidas. Entendo que essas desgraças, essas infâmias, esses vermes, não são DEUS. Fui. Aparecido Raimundo de Souza, 64 anos, jornalista.

    ResponderExcluir

Por favor, evite o anonimato! Mesmo que opte pelo botãozinho "Anônimo", escreva o seu nome no final do seu comentário.
Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente.
Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-