quinta-feira, 9 de janeiro de 2020

Presidente Bolsonaro posiciona corretamente o Brasil

Teresa Aranha


Para quem acusa o presidente Bolsonaro de ser irresponsável, inconsequente e submisso ao Trump, gostaria de esclarecer o seguinte:

O posicionamento do nosso governo deve-se não a um simples apoio aos EUA, mas visa a garantia de nossa SOBERANIA e SEGURANÇA NACIONAL.

Para entender melhor é preciso saber de alguns fatos seguintes:

O Hezbollah é um grupo terrorista sediado no Líbano, que é um dos tentáculos armados e de terror que Soleimani comandava.

Em 2012, o secretário de relações exteriores da organização Ammar al-Mousawi, esteve em Cuba para um evento do Foro de São Paulo.

O Foro de São Paulo, para quem não se lembra, é a agremiação de organizações de esquerda fundada por Fidel e Lula.

Tem entre os membros organizações como as FARC -- acreditem, a mais letal organização terrorista da história.

Quando Fidel Casto morreu em 2016, o membro do Hezbollah, Ammar al-Mousawi, assinou nota de condolências pela morte do "líder".

No domingo passado, membros do PC do B se reuniram em São Paulo para discursar contra o império "sobre o túmulo" (verdade, colocaram um caixão coberto com a bandeira do Irã) de Soleimani.

Agora são as FARC que anunciam que farão a sua homenagem.

A partir de 2000 os serviços secretos dos Estados Unidos e Israel, juntos com declarações de Embaixadores, Departamento do Tesouro dos EUA, jornais independentes e outras publicações começaram a denunciar a perigosa aproximação entre a Venezuela e o Irã.

Recentemente, o apoio explícito do Hezbollah em comunicado transmitido pela televisão em 24 de janeiro pela emissora Al Manar, em Beirute, à Venezuela do ditador Nicolás Maduro, confirma as ligações entre o governo da nação sul-americana e a organização terrorista.

CIA e Mossad também alertaram para o envolvimento do ex-ministro do Interior da Venezuela, que controlava o escritório de imigração do país, o ex-vice-presidente Tareck El Aissami, (sim esse é o nome do ex-ministro venezuelano), liberando passaportes venezuelanos a membros de organizações extremistas de todo o Oriente Médio.

A jornalista da ABC na Espanha, Emili Blasco, através de fontes dos EUA sugere que o grupo terrorista encontrou um refúgio seguro na Venezuela para outras atividades criminosas, como tráfico de drogas e lavagem de dinheiro, especificamente na Isla de Margarita, ao norte do continente, no Mar do Caribe.

Além disso, o Hezbollah teve envolvimento direto no treinamento de grupos armados que apoiam os dois ditadores: Hugo Chávez e Maduro.

Enfim, basta ligar os pontos...

Uma das críticas que fazem ao governo é que não temos condições de entrar numa guerra. E isso é verdade. Nossas forças armadas foram dilapidadas durante as últimas décadas.

Nesse sentido, já que o terror mora ao nosso lado, (com grupos organizados dentro do nosso país e apoio declarado de partidos de oposição) e tendo sido confirmado também atividades do Hezbollah dentro de nossas fronteiras com a Venezuela, nada mais estratégico do que nos aliarmos à maior potência bélica do mundo, e também com quem detém hoje as tecnologias mais avançadas de inteligência e espionagem como é Israel. Eles já estão monitorando a região.

Não podemos esquecer dos outros países da América do Sul, que compõem o Foro de São Paulo, todos de esquerda, aliados dos terroristas e que estão fazendo de tudo para desestabilizar o nosso governo. E terrível isso, mas estamos cercados.

Então, essa aliança é especialmente benéfica para nós, e a força dos EUA vai inibir quem está pretendendo "tocar fogo no Brasil".

Não é à toa que a esquerda está criticando fortemente essa decisão do governo. Bolsonaro atrapalha verdadeiramente seus planos de dominação.

Acusam-no de ser "burro" e ignorante, e tentam desqualificá-lo de todas as formas. Mas ele surpreende especialistas e estrategistas, principalmente os que se colocam em oposição ao seu governo, e está a muitos passos além do que eles supõem.

Não podemos cair nessa conversa de que tudo isso é um exagero, teoria da conspiração etc. e tal. É isso que querem.

Oremos pelo nosso país e para que tudo possa ser resolvido de forma pacífica.
Texto: Teresa Aranha, Facebook, 8-1-2020

Relacionados:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não aceitamos comentários "anônimos".

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-