sexta-feira, 7 de setembro de 2018

No reino da hipocrisia

Nuno Rogeiro

John McCain – que tive o privilégio de conhecer pessoalmente – é justamente considerado um “herói americano”. Mas há uma grande hipocrisia nos elogios que lhe são feitos por uma certa classe “progressista”, que pretende apenas uma frente de combate com Trump.

Neste confronto de trogloditas, esquece-se de que muitos media e políticos “iluminados”, do NYT a Wesley Clark, ridicularizaram McCain, a sua experiência militar e o seu cadastro vietnamita, puseram em causa a sua cidadania (nasceu numa base do Panamá), para o impedir de concorrer às presidenciais, inventaram casos extraconjugais e, sobretudo, apontaram-no sempre como um “falcão” empedernido, decidido a entrar em todas as guerras.
Título e Texto: Nuno Rogeiro, SÁBADO, nº 749, de 6 a 12 de setembro de 2018

Relacionados:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Por favor, evite o anonimato! Mesmo que opte pelo botãozinho "Anônimo", escreva o seu nome no final do seu comentário.
Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente.
Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-