domingo, 4 de novembro de 2018

[A coluna do Almir] A eleição que vingou aposentados e pensionistas

Almir Papalardo

Quem acompanhou a minha luta desde o ano de 2006 contra a reeleição de Lula, contra a eleição e reeleição de Dilma, sabe que sempre publiquei artigos e mensagens com incentivos aos eleitores para que, em todas as eleições, votassem somente nos candidatos que fizessem oposição aos petistas e seus intragáveis aliados, para que de forma rápida e infalível, pudéssemos alijá-los do governo brasileiro.  

Mas nunca, para a minha frustração, vi esta ideia vingar, porque uma imensidão de eleitores desligados preferia jogar na lixeira de trinta a quarenta milhões de votos, ao invés de validá-los para concretizar esse desejo como forma de dar um merecido troco nestes políticos vampiros, sedentos pelo sangue dos aposentados e pensionistas!

Sou sim, um revoltado aposentado do INSS, não aceitando que meus direitos adquiridos sejam levianamente tungados, reduzindo covardemente minha aposentadoria de oito salários mínimos para apenas três, com a escrachada intenção absurda e paquidérmica de degradá-la de forma continuada, até que ficasse no mesmo nível do piso da Previdência (!?).

Já conseguiram com essa prática torpe e suja, me surrupiar cinco salários mínimos! Agora, avaliem trabalhadores ativos que um dia serão também aposentados: são milhões e milhões de segurados da Previdência que estão sofrendo esta política pirata, vendo seus proventos serem degradados ano após ano, lembrando ainda que outros milhões e milhões de aposentados já partiram para um outro plano, sem ver seus direitos restituídos e transferidos devidamente corrigidos para seus eventuais dependentes!  
  
Sabemos que não foi o PT o iniciador dos maus tratos dado aos aposentados, desobedecendo os artigos da Constituição de 1988 e do Estatuto do Idoso que proibiam perdas no poder de compra dos previdenciários da iniciativa privada. Mas sentimos na carne que foi o PT o partido que mais nos perseguiu, destruindo nossos benefícios, obrigando-nos a retroceder no nosso poder aquisitivo, quando, todas as categorias de trabalhadores têm seus proventos corrigidos conforme a atualização da moeda circulante. Enquanto toda categoria evolui no seu poder aquisitivo, o aposentado, coitado, contrariando a própria lógica, amarga uma triste involução...

Assim, sem ser o criador da política exterminadora do aposentado, foi o PT o legítimo carrasco executor dessa covardia iniciada por Fernando Henrique Cardoso. Foi o Partido dos Trabalhadores quem maior dano causou aos segurados do INSS, dobrando sem a menor consciência, defasagens indevidas nos nossos benefícios no infeliz governo tucano.

Sem um mínimo de sensibilidade, condição mínima para governantes sérios e honestos, Lula e Dilma vetaram projetos que faziam justiça aos segurados do RGPS. Se recordam daquela asquerosa entrevista do Lula ao apresentador Sílvio Santos, quando, enganando na maior cara de pau os aposentados, pensionistas e trabalhadores aptos a se aposentarem, prometeu, mundos e fundos a estes indefesos cidadãos, jurando acabar com tal covardia contra essa esquecida classe?

Prometeu, sem ficar ruborizado pela mentira, que, se eleito, daria ao aposentado brasileiro uma vida igual a de um “agraciado aposentado europeu”? Lembram-se??

Por isso é muito justo e procedente o DESAGRAVO do aposentado e pensionista, com esta vergonhosa e acachapante derrota sofrida pelo PT nas urnas!! Repito aquela máxima contida na fábula de Monteiro Lobato: "Para os maus, paus..."! Está de fato o ultrajado aposentado com a alma lavada... 
“PRAGA DE APOSENTADO” pega...!!  E PEGOU.
Título e Texto: Almir Papalardo, 4-11-2018

Anteriores:

6 comentários:

  1. Com carteiras de identidade federais, com CPF federais, com INTENET CONECTADA AOS GOVERNOS, ainda não entendo porque não se dá o voto DIGITAL ON LINE, no período de 30 dias da eleição.
    A FRAUDE SERIA QUASE QUE IMPOSSÍVEL EM NÍVEL DE CRIPTOGRAFIA.
    A tornaria a abstenção quase nula, ao invés de cancelar o título, cancelaria-se CPF, obrigando o inadimplente a regularizar na receita, diminuiríamos o tamanho do TSE e de gastos.
    A eleição americana é digital, enganam-se os que acham que é manual.
    Ela é feita em planilhas eletronicamente apuradas porque são localizadas.
    Cada estado cuida de sua apuração independente.
    Temos de dar mais liberdade aos federados.
    Aqui temos 2 tipos de aposentadorias, com 3 tipos de federalização.
    São municipais, estaduais e federais, mantida em dois sistemas pela constituição.
    Quem sabe vivamos para corrigir-se esse paradoxo.
    fui...

    ResponderExcluir
  2. É , simplicaria tudo o voto pela internet , inclusive daria maisliberdade ao eleitor...mas
    Prefereriram aumentar o judiciaro , criando uma dívida de 4 bilhões para o novo gover5no...e o nosso , vai para as calendas gregas !

    Paizote

    ResponderExcluir
  3. Pasmem !!
    Este mês do meu aniversário ,devia fazer prova de vida para receber proventos da aposentadoria!
    Como, inadivertidamente , deixei vencer meu deocumento de identidade conjunta om a a carteira de motorista, não pude provar que estou vivo , e não recebi!
    Me belisquem por favor >>>
    Paizote

    ResponderExcluir
  4. POR CAUSA DISTO PASSEI MINHA CONTA INSS PARA O BRADESCO, LÁ NÃO HÁ PROVA DE VIDA PARA QUEM TEM BIOMETRIA...

    ResponderExcluir
  5. A cada vez que vou ao Rio vou à agência da CEF onde recebo o meu benefício, com o cartão da conta e identidade, e digo que é para fazer 'prova de vida'. A (o) atendente tecla alguns caracteres e me entrega o comprovante.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois foi o que tentei fazer ,quando o funcionario constatou que meu documento de identidade estava com a validade vencida , e apesar de estar de corpo presente não provei que estava vivo !
      Paizote

      Excluir

Por favor, evite o anonimato! Mesmo que opte pelo botãozinho "Anônimo", escreva o seu nome no final do seu comentário.
Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente.
Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-