domingo, 11 de novembro de 2018

Funcionário tímido não cobrava ingressos

Um funcionário do Jardim Nacional Shinjuku Gyoen, em Tóquio, no Japão, não cobrou as entradas durante dois anos e meio, por ser tímido.

Foto: Yasumi Nishi/JNTO
O homem, de 70 anos, que só fala japonês, deixava entrar os estrangeiros sem pagar para evitar problemas de comunicação.

Quando foi descoberto, para pagar o prejuízo propôs descontarem-lhe mensalmente metade da sua reforma de €2.350.

O jardim terá perdido €195 mil, já que ele deixou entrar cerca de 160 mil pessoas.
Fonte: Revista Sábado, nº 758, de 8 a 14 de novembro de 2018

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Por favor, evite o anonimato! Mesmo que opte pelo botãozinho "Anônimo", escreva o seu nome no final do seu comentário.
Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente.
Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-