domingo, 18 de setembro de 2016

[Minha Pátria é a Língua Portuguesa] A meu ver ou ao meu ver?

A meu ver é a forma mais correta e socialmente aceite desta expressão. Numa linguagem formal e cuidada, devemos privilegiar o uso da expressão sem o artigo definido o, que forma a contração ao com a preposição a. Na locução a meu ver, a palavra ver é um substantivo comum masculino. Significa na minha opinião, no meu juízo. 

Exemplos:
A meu ver, vocês deveriam começar já a estudar.
Isto não terá nenhuma solução, a meu ver.
Esta situação, a meu ver, deverá ser resolvida ainda hoje.

Contudo, como na língua portuguesa é facultativa a utilização de artigos antes de pronomes possessivos, muitos defendem que tal regra também se pode aplicar a esta expressão, ficando assim ao meu ver.

Exemplos:
Ao meu ver, vocês deveriam começar já a estudar.
Isto não terá nenhuma solução, ao meu ver.
Esta situação, ao meu ver, deverá ser resolvida ainda hoje.

Assim, embora nenhuma regra afirme que a expressão ao meu ver está errada, devemos privilegiar a expressão a meu ver, sendo esta, conforme já foi dito, a forma mais clássica e gramaticalmente aceite.

Anteriores:

Um comentário:

  1. O leitor Luiz Guilherme Porto de Toledo Santos envia ao Dr. José Maria da Costa a seguinte mensagem:

    "Já ouvi e li várias vezes, de inúmeros ilustres a expressão 'ao meu ver' ao invés de 'a meu ver'. Ela está correta?"

    1) A referida expressão tem o significado de no meu conceito, na minha opinião, segundo penso. Ex.: "A proposta do diretor, a meu ver, não faz sentido".

    2) É verdade que, numa rápida pesquisa, os exemplos encontrados nos bons autores, gramáticos e dicionaristas apontam para um só emprego: a meu ver, e não ao meu ver. Exs.:

    I) "Isso, a meu ver, é asneira" (Cândido de Figueiredo)1;

    II) "A meu ver, ele é honesto" (Antônio Houaiss).2

    3) Ocorre, porém, que, em nosso idioma, os pronomes possessivos, tradicionalmente, admitem de modo facultativo o emprego do artigo antes de si. Exs.:

    a) "Meu trabalho é cansativo" (correto);

    b) "O meu trabalho é cansativo" (correto);

    c) "Ele pintou nossa casa" (correto);

    d) "Ele pintou a nossa casa"(correto).

    4) Sendo optativo o emprego do pronome possessivo em tais casos, à falta de regra gramatical específica que diga o contrário, não parece haver motivo para tratar diferentemente as expressões a meu ver e ao meu ver, de modo que são igualmente corretos os seguintes exemplos:

    a) "A proposta do diretor, a meu ver, não faz sentido";

    b) "A proposta do diretor, ao meu ver, não faz sentido".

    5) O acerto dessa dupla possibilidade de uso se confirma, quando se nota a mesma ocorrência em outra expressão bastante similar, com dois modos corretos de emprego:

    I) "Em meu modo de ver, a proposta do diretor não faz sentido";

    II) "No meu modo de ver, a proposta do diretor não faz sentido".

    ResponderExcluir

Por favor, evite o anonimato! Mesmo que opte pelo botãozinho "Anônimo", escreva o seu nome no final do seu comentário.
Não use CAIXA ALTA, (Não grite!) isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente.
Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-