quinta-feira, 1 de junho de 2017

Golpes dados na Previdência

Almir Papalardo

A Previdência Social foi instituída para a nobre missão de proteger todos os trabalhadores brasileiros, seja da iniciativa privada, do setor rural, dos militares, dos autônomos e também dos servidores públicos.
  
Esta proteção, na verdade, burlando as regras do contrato assinado entre o empregador, o trabalhador e o INSS, não está preservando os direitos de um terço dos aposentados da iniciativa privada-RGPS, que sabemos, é o único setor superavitário da Previdência. 

Ao contrário, está prejudicando mais de nove milhões de segurados, concedendo-lhes um percentual de reajuste muito inferior aos outros dois terços de previdenciários que ganham o mesmo índice dado ao salário mínimo, conforme pode-se comprovar na planilha abaixo. 

UMA VERGONHA PATENTEADA NA PREVIDÊNCIA SOCIAL


Anos
Percentual de aumento para 2/3 de aposentados que recebem o salário mínimo
Percentual de reajuste para 1/3 de aposentados que recebem acima do salário mínimo
1998
8,33%
4,81%
1999
4,62%
4,61%
2000
11,03%
5,81%
2001
19,21%
7,66%
2002
11,11%
9,02%
2003
20,00%
17,71%
2004
8,83%
6,62%
2005
15,38%
6,35%
2006
16,67%
5,01%
2007
8,57%
3,30%
2008
9,21%
5,00%
2009
12,05%
5,92%
2010
9,67%
7,72%
2011
6,86%
6,47%
2012
14,13%
6,08%
2013
9,00%
6,20%
2014
6,78%
5,56%
2015
8,84%
6,23%
2016
11,67%
11,28%
2017
6,48
6,58
TOTAL
218,44%
137,94%
Contra provas concretas não há argumentos. Pela tabela ao lado, apresentando percentuais consolidados, os aposentados discriminados arcam com uma diferença de 80,50% nos índices de correção dos proventos que vêm engolindo nestes últimos 19 anos. Um nocivo e perverso preconceito que compromete seriamente a nossa justiça social, colocando em dúvida a competência administrativa dos senhores responsáveis pela discrepância que a referida planilha acusa! Quais as mentes prodigiosas que foram capazes de criar tal monstro de benefícios desiguais, num mesmo setor?

E quais são as cabeças pensantes que permitem tal continuidade? Suspeita-se, que a única e desleal intenção, é nivelarem todos os aposentados do RGPS com apenas um salário mínimo!! 

... Isso pode, Arnaldo??...

Título e Texto: Almir Papalardo, 1-6-2017

Relacionados:

4 comentários:

  1. Caro Almir, velho guerreiro, todos estes dados comprovam o intuito de nivelar nossas Aposentadorias ao Mínimo.
    Por ter uma Especial, Aposentei há mais de 20 anos, ou seja, devo estar defasado quase 100%, é uma barbaridade!
    Veja, o Arnaldo sozinho não conseguirá mudar esta situação, pois aquele outro, o gaúcho demagogo, só quer votos, não ajuda nada. Vamos em frente! Te desejo Saúde e Alegrias.
    Abs,
    Heitor Volkart

    ResponderExcluir
  2. Apenas discordando coerentemente.
    O mundo sabe que deve haver um teto na aposentadoria, por isso nos EUA é de 1637 dólares.
    Aqui cerca de 300 dólares.
    O problema é o RPPS.
    Se o limite do RPPS fosse o nosso, não haveria ruptura previdenciária.
    Infelizmente o caminho de uma previdência saudável é todos limitados a um mesmo valor, dentro de valores aceitáveis.
    Acho que o limite seria um salário mínimo constitucional, cerca de 4700 reais segundo o DIEESE.
    fui...

    ResponderExcluir
  3. Rochinha, 300 US$ é o teto mínimo no Brasil e este é o objetivo dos governantes? Porém, o funcionalismo público, que pendura na cadeira o paletó, quando vai lá, e os lá estão prestam um serviço de péssima qualidade, com arrogância, descaso e etc.
    Afinal "foram concursados", claro que para ser admitido em um emprego público tem que haver um concurso, isto é justo, mas que este não possa ser demitido, isto não entendo. Ganham até mais de dez vezes mais que este mínimo pago à grande maioria dos Aposentados.
    Agora, diga lá no Congresso, para mudar estes tetos... e lá ainda é pior, pois com dois mandatos, ganham muito mais e é vitalício também.
    O que o governo quer, não é salvar a Previdência, quer sim enxugá-la, para que tenha um saldo maior para gastar. Mas onde deve enxugar não o faz. O que tem lá, onde fazem as leis, são demagogos que querem votos, e os conseguem junto aos otários eleitores, que se deixam enganar.
    Abs,
    Heitor Volkart

    ResponderExcluir
  4. É verdade que a Previdência Social de todas as nações, tem um teto ajustado para pagamento máximo aos seus segurados. Mas a nossa Previdência (querendo ser mais realista que o rei), estipulou um teto que é uma farsa, um verdadeiro blefe! São raríssimos os aposentados que o recebe. Não sabemos ao certo quantos aposentados recebem o teto, porque, não interessa ao governo, divulgar um número tão insignificante de aposentados que o recebe. Isto graças à manobra vergonhosa que os governos criaram, a fim de lesar os aposentados da iniciativa privada. Explicando: o trabalhador se aposenta, digamos, quando o teto é 4.000 reais. Em janeiro do ano seguinte, o salário mínimo será corrigido com o índice de 10%. Logo este teto passará com o reajuste a 4.400 reais. Mas o aposentado que recebe mais de um salário mínimo, terá o seu aumento reajustado com apenas 5% (o tal criminoso critério de dois percentuais diferentes na atualização das aposentadorias, já tão questionado e denunciado). Logo o seu benefício será de apenas 4.200 reais, perdendo já neste ano 200 reais. Fica fácil compreender-se o malogro empurrado goela abaixo do aposentado, que á todo o ano, a partir de 1998, já foi garfado com um percentual acima de 80%. Como os governos odeiam o aposentado do RGPS...
    Almir Papalardo.

    ResponderExcluir

Por favor, evite o anonimato! Mesmo que opte pelo botãozinho "Anônimo", escreva o seu nome no final do seu comentário.
Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente.
Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-