quinta-feira, 22 de setembro de 2022

TSE mantém proibição a Bolsonaro de usar imagens de discurso em Londres

Corte acolheu um pedido da senadora Soraya Thronicke (União Brasil-MS), candidata ao Palácio do Planalto

Por unanimidade, o plenário do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) manteve a decisão do ministro Benedito Gonçalves que proíbe o presidente da República e candidato à reeleição Jair Bolsonaro (PL) de usar, em sua campanha eleitoral, imagens do discurso feito da varanda da Embaixada do Brasil em Londres. A decisão do plenário foi proferida em sessão na manhã desta quinta-feira, 22.

A Corte acolheu um pedido da senadora Soraya Thronicke (União Brasil-MS), candidata ao Palácio do Planalto e antiga aliada de Bolsonaro. No domingo 18, o chefe do Executivo discursou para apoiadores, depois de chegar para o funeral da rainha Elizabeth II. Uma multidão reuniu-se em frente à representação diplomática para recepcionar Bolsonaro. Em liminar proferida na última terça-feira, 20, Benedito Gonçalves já havia proibido, por liminar, o uso das imagens.

O ministro sustentou que “os elementos presentes nos autos são suficientes para concluir, em análise perfunctória, que o acesso à embaixada, por força do cargo de chefe de Estado, foi utilizado em proveito da campanha”.

A manifestação foi seguida por unanimidade por todos os ministros da Corte. Com a decisão, uma postagem feita pelo deputado Eduardo Bolsonaro (PL-SP) mostrando a manifestação seja excluída das redes sociais.

TSE proibiu imagens na ONU

Ainda nesta quarta-feira, 21, o ministro Benedito Gonçalves também determinou que o presidente Jair Bolsonaro seja proibido de usar, na campanha, imagens do discurso na Organização das Nações Unidas (ONU). Gonçalves atendeu a pedidos do ex-ministro Ciro Gomes (PDT-CE) e da senadora Soraya Thronicke (União Brasil-MS), ambos candidatos ao Planalto.

Título e Texto: Redação, Revista Oeste, 22-9-2022, 11h04 

2 comentários:

  1. Por que o tribunal companheiro não corta a embromação e chega logo aos finalmente?

    Este tribunal decide que:

    O voto em Lula é um patrimônio da democracia. Portanto, fica proibido qualquer voto que não seja em Lula. Não será tolerada a recusa em votar no Lula.
    @flaviogordon

    ResponderExcluir
  2. A galera do TSE, ou Também Somos Espíritas já sabem, por antecipação, quem vai ganhar as eleições. Os "espritos" dos quintos do inferno que comandam a Corte (Corte???????????, kikikikikikikikikikikikikikikikikikiki)... João Cléber, vamos rirrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrr... Corte??????????
    Aparecido Raimundo de Souza
    da Lagoa Rodrigo de Freitas, no Rio de Janeiro

    ResponderExcluir

Não aceitamos/não publicamos comentários anônimos.

Se optar por "Anônimo", escreva o seu nome no final do comentário.

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-