segunda-feira, 31 de julho de 2023

10 argumentos absurdos que devemos validar para acreditar no que diz a Casa Branca sobre a cocaína lá encontrada

Paulo Hasse Paixão 

Os idiotas que dirigem o asilo anteriormente conhecido como Washington, D.C., já nem sequer estão a tentar. Longe vão os dias em que as falcatruas e os embustes eram respeitavelmente camuflados em falsidades que, pelo menos, pareciam plausíveis. Agora, o rei sabe que não traz roupa vestida, sabe que nós sabemos da sua nudez e não se importa nada com isso, pelo contrário: é capaz de descer a rua a abanar despudoradamente o traseiro para escandalizar a plebe.

É claro que toda a gente capaz de sinapses consegue ver através da pantomina. Tanto como é óbvio que os palhaços do regime Biden pensam que somos completamente estúpidos. Mas talvez haja uma vantagem táctica em ser subestimado.

No último ato de tolice condescendente, exibiram o que foi ou um encobrimento descarado ou uma incompetência inacreditável no “misterioso” caso da cocaína encontrada na Casa Branca. As reações dos poderes instituídos em Washington têm oscilado entre “deve ter sido um turista!” e “é irresponsável fazer perguntas sobre isso”, mas o ponto principal é que não há hipótese, absolutamente nenhuma, de que a droga possa pertencer a Hunter Biden, um toxicodependente assumido que, aparentemente, até reside na Casa Branca.

É certo de que estão a contar que algumas pessoas sejam suficientemente estúpidas para acreditar na encenação, e é certo de que algumas o fizeram (não faltam cegos de cérebro no mundo). Mas é errado contar que aqueles que têm olhos para ver e neurónios para pensar sejam suficientemente complacentes para não fazerem barulho sobre o assunto. Tanto mais que as 10 suposições que têm de ser acreditadas para que os pontos de discussão da Casa Branca façam sentido são absolutamente surrealistas, a saber: 

1. Um turista completamente tresloucado – e corajoso – levou cocaína para a Ala Presidencial e deixou-a lá.

Este argumento não é completamente idiota, se acreditarmos que existe alguém tresloucado ao ponto de decidir visitar a Casa Branca carregando umas gramas de cocaína. E que, depois de passar impunemente pelo monumental aparelho de segurança do edifício, foi até à Ala Presidencial deixá-las.

(…)

Continue lendo no » ContraCultura

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não publicamos comentários de anônimos.

Se optar por "Anônimo", escreva o seu nome no final do comentário.

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-