domingo, 22 de janeiro de 2017

[Aparecido rasga o verbo] Sem pontos de ancoragem, quem será o próximo a vestir paletó de madeira?

Aparecido Raimundo de Souza

Estamos imaginando com nossos botões como as pessoas são hipócritas. Acabamos de sair dos funerais do ministro Teori Zavascki, aqui em Porto Alegre. Tirando, claro, os parentes, os amigos ligados ao ministro (amigos mesmo, da família, dos filhos, amigos de verdade do meio jurídico), pessoas de rostos simples, sem a maldade estampada nos olhos. Diferentes dos semblantes carregados daquelas ‘autoridades fora da ‘corriola’ podre de Brasília.

Michel Temer (só para lembrar, delatado por pedir R$ 10 milhões em 2014, à empreiteira Odebrecht, em pleno Palácio do Jaburu, o certo é Jabucu), com aquele ar de porco morto, perdão, senhoras e senhores, peixe morto, deu as caras com uma turminha braba.

Trouxe a tiracolo os ministros Alexandre de Moraes (da Injustiça), Eliseu Padilha (da Casa Civil que afirmou de pés juntos que o governo ganhou tempo com a ‘morte’ de Teori Zavascki, uma vez que a ‘homologação’ das delações vai demorar para ser julgada), o famoso e burlesco aprendiz de ET José Enterra (Meu Deus!!!  É Serra, Serra. José Serra das Relações exteriores, delatado igualmente pela mesma Odebrecht, por ter recebido R$ 23 milhões na Suíça, em 2010), Mendonça Filho (da Educação), Osmar Terra (Desenvolvimento Social e Agrário), Rodrigo Maia (Presidente da Câmara dos Deputados), e Geraldo Alckmin (Governador de São Paulo).

Vestidos a caráter, impecáveis, empertigados como lagartixas namorando nas paredes, pareciam estar numa festa macabra. Indiretamente, estavam.

Em face da presença dessas desgraças, o aeroporto Salgado Filho ficou salgado demais, além de fechado para outras aeronaves vindas dos mais diferentes lugares.  Nós mesmos, senhoras e senhores, somente deixaremos a capital gaúcha, amanhã de manhã, depois das dez horas.

ministro Teori Zavascki
Tudo para não atrapalhar o aviãozinho do Senhor Presidente dessa Republiqueta de merda, e sua masgustica  C O M I T I V A. (Masgustica, no dizer do escritor Amazonense Milton Hatoum, autor de romance ‘Dois irmãos’, nada mais é que algo desleal, desnecessário, incabível, inviável, dispensável. Em resumo, uma comitiva sem razão, sem motivo para marcar presença, obviamente para fazer política).   

Gostaríamos de entender por que essas infâmias, quando chegam de Brasília, precisam parar literalmente a cidade? O trânsito, que é diariamente um caos, em face dos batedores e suas ‘lambretas’ barulhentas, bem ainda das Policias Federal, Civil e Militar (aqui em Porto Alegre a militar é conhecida por ‘Brigada Militar’) desfilando em filas indianas, sirenas ligadas, para dar total e ilimitada proteção, exatamente a quem deveria nos dar segurança. Isso é VERGONHOSO.

O que vimos aqui em Porto Alegre? Um aparato de primeiro mundo, um escarcéu sem razão, uma balbúrdia inconcebível à custa de nosso dinheiro, e pior, senhoras e senhores, para vigiar velhos cagalhões que não valem o feijão que comem.

Uma pergunta que não cala em nossa mente: seriam ‘deuses’ vindos do inferno’?  

De volta ao velório, registramos a presença da presidente do STF (Sem Telefone Funcionando) Cármem Lúcia, que, deseducadamente, não falou com a imprensa. Entrou muda e saiu calada. De óculos escuros para não ser reconhecida.

Também nos deram ‘chapéu’ Dias Toffoli, Gilmar Mendes, Rodrigo Faro (desculpem pela gafe), Rodrigo Janot e Ricardo Lewandowski.

De novo, a mesma indagação acima volta à baila.  ‘Seriam deuses vindos do inferno?’

Outra celebridade que passou por aqui ao largo, beijando o caixão, foi o ilustre Presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Claudio Lamachia.

Como dissemos no início de nosso texto, como as pessoas são falsas, ou melhor, H I P Ó C R I T A S. Metem uma máscara horrível em suas caras, encenam bem a representação e ainda saem bonitas na foto. Impecáveis!

Quanta falsidade, quanta falta do que fazer! Nenhuma lágrima tivemos a oportunidade de captar por detrás de olhares espantados, abismados, assombrados, assustados, atemorizados, acovardados, submergidos num medo silencioso, apavorante, perplexo, não propriamente pela presença da morte do ministro Teori. 

Talvez, quem sabe, pelo peso indefinido, obscuro, e amedrontador da consciência suja, emporcalhada, maculada, manchada... Como diria Leon Eliachar ‘cada cabeça terá a sua sentença cobrada um dia, ou por Deus, ou pelo Diabo...’.

Em nossos devaneios vamos um pouco mais longe. Estariam, por acaso, aqui no velório, disfarçados de alguém do povo, da ralé miúda, da gentalha, os fodidos, os ‘sem noção’, os verdadeiros autores da morte prematura e até agora inexplicável e esquisita do ministro Teori Zavascki? Difícil engolir a balela de que aquele avião caiu por ‘erro humano’.

Mas esperem! O piloto Osmar Rodrigues também perdeu a vida, não é verdade?  Problema resolvido. Que botem a culpa nele e o resto que se foda. Não entendemos lado outro, por que a multidão, aqui em Porto Alegre, na hora do cortejo em direção ao cemitério, gritava, clamava, a plenos pulmões, por ‘J U S T I Ç A? Que justiça?! Isso se come??!!

O que precisa ser resolvido e rápido, sem mais perda de tempo, é a seguinte questão: quem será o substituto para a vaga de Teori Zavascki? Alexandre de Moraes sonha e viaja na maionese em ocupar a cadeira do falecido.

Quanto a isso, o Regimento Interno do STF traz mais de uma possibilidade para a definição do novo relator para a ‘Lava Jato’. Uma das opções, agora aparentemente descartada, seria transferir a relatoria para o sucessor a ser indicado por Michel Jackson Temer e aprovado pelo Senado. Mas como o simpático presidente é citado na odiosa operação, que investiga senadores, o custo político dessa saída provavelmente seria muito alto.

Outro dispositivo do regimento prevê a redistribuição do processo em casos excepcionais, a partir de um pedido do Ministério Público ou de parte interessada. Quem seria nessa altura do campeonato a parte interessada? Com certeza Roberto Carlos, Tiririca, Alceu Valença, Chico Buarque, Caetano Veloso!!!

Nesse caso, senhoras e senhores, há dúvidas sobre os critérios a serem considerados, se ocorreria entre os ministros da Segunda Turma do STF, à qual pertencia Teori, juntamente com Gilmar Mendes, Celso de Mello, Ricardo Lewandowski e Dias Toffoli. Ou, farinha do mesmo saco, se entre todos os integrantes da Corte.

A própria presidente do STF, Cármem Lúcia, pode decidir assuntos emergenciais relacionados à Lava Jato, uma vez que responde pelo plantão do Supremo até o dia 31 deste mês, quando se encerra o recesso do Judiciário.

Pois bem. Todo mundo de rabo preso, a alma em frangalhos, o coração acelerado, fica no ar um vazio inexplicável. E uma pergunta mais inexplicável ainda. Quem virá a ser a próxima vítima? Por esses dias, alguma criatura virará defunto fresco e sumariamente acabará despachada para a terra dos ‘dormidos’??!! 


AVISO AOS NAVEGANTES:
SE O FACEBOOK, PARA LER E PENSAR, CÃO QUE FUMA OU OUTRO SITE QUE REPUBLICA MEUS TEXTOS, POR QUALQUER MOTIVO QUE SEJA VIEREM A SER RETIRADOS DO AR, OU MEUS ESCRITOS APAGADOS E CENSURADOS, PELAS REDES SOCIAIS, O PRESENTE ARTIGO SERÁ PANFLETADO E DISTRIBUIDO NAS SINALEIRAS, ALÉM DE INCLUI-LO EM MEU PRÓXIMO LIVRO “LINHAS MALDITAS” VOLUME 3.
Título e Texto: Aparecido Raimundo de Souzajornalista, de Porto Alegre, RS, 22-1-2017

Anteriores:

5 comentários:

  1. Sem dúvida, enquanto não vier à tona uma explicação cabal da queda deste avião haverá especulações das mais variadas...Este episódio terá ainda vários desdobramentos e que Moro fique de sobreaviso para o perigo que o espreita. Estes hipócritas mascarados são capazes de tudo para salvar a pele... Belo texto, Aparecido!
    Valdemar

    ResponderExcluir
  2. ALGUNS ACREDITAM EM TEORIA DA CONSPIRAÇÃO, ESTA É TEORIA DA TRANSPIRAÇÃO.
    O AVIÃO CAIU POR ARROGÂNCIA.
    O KING AIR É CONSIDERADO UM "SINGLE PILOT PLANE" PARA TREINAR PILOTOS.
    A LEGISLAÇÃO DIZ QUE PARA LEVAR PASSAGEIROS DEVE HAVER COPILOTO A BORDO.
    PORQUE NÃO HAVIA COPILOTO?
    O que fazia um juiz do STF a bordo de um avião privado de propriedade de um investigado da lava-jato?
    Porque as 2 mulheres no fundo morreram afogadas e os outros de politraumatismo?
    O ministro foi resgatado primeiro porque estava sentado na cadeira do copiloto, teria ele licença da ANAC?
    Se o piloto passou mal, quem pilotava o avião?
    Há na internet diversas alegações estapafúrdias.
    Porque não avisou a torre? Ora bolas, aeródromos não possuem torre, bombeiros, serviços auxiliares, estações de desembarque, SÃO AERÓDROMOS.
    Foi a arrogância da cavocada.
    Mau tempo e não foi pata Guaratinguetá que estava a 10 minutos de voo, nem para Jacarepaguá mais 7 minutos de voo, nem para o Santos Dumont outros 15 minutos de voo.
    A multidão aos gritos clama Barrabás, em todos os episódios, é estúpida.
    fui...

    ResponderExcluir
  3. Bom dia Jim, bom dia Vander.

    Diga o que disserem, meu caro Vander, pode ter certeza de que foi 'queima de arquivo'. Despacharam o sujeito.

    O que me deixou triste, foi o fato do avião ter ido junto. Tirando as outras pessoas inocentes que nada tinham a ver com as falcatruas do dono da aeronave, coitado do avião.

    Literalmente o King Air, embora não seja um jato, foi de roldão, na Lava jato. O coitadinho entrou de gaiato.

    Sinto por ele.

    Estive em Paraty, fotografei os destroços, estive nos funerais, fotografei os vagabundos do poder, enfim, vi coisas, aliás, todo dia vejo coisas que as televisões não mostram.

    Mas com certeza, queima de arquivo. Sinto pelas pessoas inocentes que estavam a bordo. De verdade, mas sinto tambem pelo avião.

    A empresa que eu trabalho, desde 2000, colocou a minha disposição um Lierjet. Nunca tive problemas com ele, só uma vez o pobrezinho foi acometido de forte tosse quando chegávamos em Toronto, no Canadá. De resto...

    Obrigado por ter comentado meu texto.

    Abraços

    Aparecido

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. DESPACHARAM A MERDA. FOI PARA O ESGOTO, ESTÃO TRANSFORMANDO EM HERÓI O ROSSEAU QUE DEPOIS FOI DECAPITADO POR CORRUPÇÃO.

      Excluir

Por favor, evite o anonimato! Mesmo que opte pelo botãozinho "Anônimo", escreva o seu nome no final do seu comentário.
Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente.
Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-