domingo, 16 de fevereiro de 2020

FC Porto: Múltiplas reações ao episódio de racismo em Guimarães + Comunicado oficial

A Federação Portuguesa de Futebol, a Liga Portugal e até o Governo já repudiaram os insultos de que foi vítima Moussa Marega


O FC Porto venceu em Guimarães, por 2-1, e reduziu para um ponto a diferença que o separa da liderança do campeonato, mas o jogo da 21ª jornada ficou marcado pelos insultos racistas de que foi alvo Moussa Marega, o autor do segundo golo dos Dragões no Estádio D. Afonso Henriques.

Através de comunicados, a Federação Portuguesa de Futebol e a Liga Portugal repudiaram veementemente as incidências relacionadas com o avançado internacional maliano do FC Porto. Face aos insultos de que foi vítima, o número 11 dos Dragões decidiu abandonar o relvado pouco depois dos 70 minutos.

Nem o Governo, através de João Paulo Rebelo, secretário de Estado da Juventude e Desporto, deixou passar incólume um episódio que só pode envergonhar o futebol português, manifestando-se solidário com Moussa Marega e garantindo que os responsáveis serão identificados e punidos.

As reações não se ficam por aqui e ultrapassam consideravelmente as fronteiras de Portugal, pois o racismo sofrido por Marega foi noticiado em Espanha, França, Itália, Brasil, etc. Anthony Martial, jogador francês do Manchester United, só a título de exemplo, também se solidarizou com Moussa Marega.

Por cá, clubes como o Sporting, Sporting de Braga e Rio Ave também reagiram e demonstraram o seu apoio a Moussa Marega, tal como o Borussia Dortmund, da Alemanha, e o Vasco da Gama, do Brasil. A título individual, Felipe, ex-jogador do FC Porto atualmente ao serviço do Atlético de Madrid, e Sebastián Coates, capitão do Sporting, deixaram palavras de conforto ao internacional maliano.
FC Porto, 16-2-2020, 22h23


Em causa o episódio de racismo que envolveu Moussa Marega no Vitória de Guimarães-FC Porto

Na sequência do crime de que foi vítima o jogador Moussa Marega durante o jogo Vitória de Guimarães-FC Porto, o FC Porto comunica que:

1. Toda a estrutura do FC Porto e os seus adeptos estão solidários com Moussa Marega, que foi levado a tomar uma atitude drástica na sequência de insultos racistas reiterados.

2. O FC Porto repudia e condena veementemente os comportamentos racistas desta tarde, que constituem um dos momentos baixos da história recente do futebol português e terão de ser devidamente penalizados.

3. O FC Porto manter-se-á na linha da frente da luta contra o racismo e os crimes de ódio e a sua equipa mantém a vontade de continuar a combatê-los no campo.
16 de fevereiro de 2020, 21h27

Relacionado:

2 comentários:

  1. Sou Portista! Gosto do jogador Marega, aliás, de todos!
    Mas estou de saco cheio, enojado, com a 'cavalgação' despudorada dos de sempre, que têm um objetivo político-ideológico: destruir a civilização judaico-cristã, o 'capitalismo', a família! Para isso, VALE TUDO, inclusive nos instigar uns contra os outros!
    Essa canalha vive de confrontos e de rancores. Quando não existem, ela, a canalha, cria ou amplifica!
    Ver, ou melhor, ler um tweet do atual PM de Portugal, horas depois do incidente, "Total solidariedade com #Marega, que no campo provou ser não só um grande jogador, mas também um grande cidadão."
    Vai ser demagogo e falso lá na casa do c....!

    ResponderExcluir

Não aceitamos/não publicamos comentários anônimos.

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-