segunda-feira, 22 de junho de 2020

Ninguém suporta mais o duplo padrão da mídia

Rodrigo Constantino

Você sabia que a democracia brasileira está ameaçada? E mais: por grupos terroristas? Não vá pensar nos ministros do Supremo abrindo inquéritos ilegais e perseguindo adversários. Tampouco pense em antifas, torcidas organizadas de marginais e comunistas pregando ditadura do proletariado. A ameaça terrorista vem de um grupo com poucas dezenas de membros que oferecem risco com... fogos de artifício e cartazes!

Numa operação espetaculosa que contou com dezenas de policiais - mais polícia do que "terroristas" - e uso de helicóptero, fizeram uma batida na chácara do grupo de Sara Winter, os "300" que não chegam a 30. Lá encontraram cartazes pedindo o direito do cidadão de bem se armar, aquilo que nos Estados Unidos é chamado de Segunda Emenda Constitucional. Não importa! Eis como a mídia deu a chamada:


Eis o terrível e ameaçador arsenal encontrado com esses "terroristas":


No site O Antagonista, acho que foi um caso único na história em que uma batida policial rende foto da sede, não do material apreendido! Sim, mostraram a imagem da chácara, talvez com vergonha de expor o fruto da apreensão - e olha que para os "antas" sentirem vergonha de algo, é porque é vergonhoso demais mesmo!


Então é isso: os grupos que usam máscaras, bandeiras vermelhas e depredam patrimônio público são chamados de "democratas", enquanto todo apoiador do governo é comparado a esse grupelho mais radical, que acaba chamado de terrorista por usar cartazes e fogos de artifício como armas!

Mas não acaba aí, claro. O presidente aponta um novo secretário da Cultura, o ator Mario Frias, e eis como a Folha dá a notícia:


A escolha da foto mostra que o jornalismo da Folha é totalmente científico, imparcial, sério! Nem tentaram dar conotação sexual, imagina! Só não percebem que, para o seu próprio público, isso deveria ser elogio. Mas a esquerda sempre foi hipócrita, não é mesmo?

Ninguém aguenta mais tanta hipocrisia por parte da mídia mainstream, que está claramente em campanha para derrubar o governo. Não é "rachadinha" de filho supostamente ocorrida anos atrás que os incomoda tanto. Não é Queiroz. Não é a postura diante da pandemia. Nada disso!


O que a turma não suporta mesmo é um governo de direita que fechou torneiras para grupos acostumados a só mamar em tetas públicas. Querem derrubar Bolsonaro não por seus defeitos - que existem - mas por suas qualidades. E não ligam para a forma. É por isso que ele merece defesa nesse momento. Pois a vitória do establishment, com esse jogo sujo, seria a derrota da República e da Nação!
Título, Imagens e Texto: Rodrigo Constantino, Gazeta do Povo, 22-6-2020, 10h24

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não aceitamos/não publicamos comentários anônimos.

Se optar por "Anônimo", escreva o seu nome no final do comentário.

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-