quarta-feira, 24 de junho de 2020

[Aparecido rasga o verbo] Senador dá uma de “devogado”, e é processado por Exercício Ilegal da Profissão

Aparecido Raimundo de Souza

CERTAS PESSOAS FAZEM de tudo para aparecer. Algumas conseguem, pondo em prática aquela velha e surrada válvula de escape meio esquisita, é bem verdade, mas pouco usada pelos palhaços de plantão, ou seja, essas criaturas costumam comer merda e arrotar caviar. Outras, mais criativas, fazem o caminho inverso. Comem caviar e defecam bosta, não pelo rabo, que neste caso seria o canal apropriado, mas pela boca.

É o caso do ilustre “Sarnador da Repóbleca”  perdão, amados, pela gafe, do ilustre Senador da “Rareriropública”, Fabiano Contarato (da REDE-ES) [foto] que imaginem, protocolou na sexta-feira passada, 19 um ofício ao miSInistro  Alejado de Moraes, desculpem, Alexandre de Moraes, do STF pleiteando a apreensão do passaporte do ex-ministro da educação Abraham Weintraub numa tentativa de proibí-lo de deixar o país.


Fabiano, para quem não sabe, era advogado em Vitória, no Espírito Santo, depois passou a delegado de polícia, prestando serviços na Delegacia Especializada de Crimes e Delitos de Trânsito. Ganhou fama e notoriedade com um carguinho de “Sarnador”, e não demorou resolveu aparecer na mídia de uma maneira diferenciada. Como “Sarnador”, talvez pelo tempo que ainda resta mamando nas tetas, às custas do nosso rico e mirrado dinheirinho, talvez não faça, a contento o seu pé de meia.

Achou melhor  desarquivar a velha profissão de causídico e, como tal, pleiteando sobretudo dar uma ajudazinha à própria sorte, “devogou”, e como todo bom causídico e conhecedor profundo das leis, escrevinhador de petições impecáveis, resolveu se auto-promover a si mesmo. E o que fez? Mandou bala no ex-ministro da educação.

Em caminho paralelo, a Ordem dos Advogados do Brasil, atenta, e não só atenta, mais ligada que gato faminto na busca por um bom e saboroso rato imprudente e desleixado,  resolveu igualmente abrir a boca e colocar toda a entidade com os sopros a seu inteiro dispor no trombone. Por assim, e diante deste fato inusitado, mandou brasa numa representaçaõ em face de Contarato, enquadrando  a criatura de acordo com o artigo 30, II do Estatuto dos Advogados, que em linhas gerais vomita o seguinte:

Art. 30. São impedidos de exercer a advocacia:
II – os membros do Poder Legislativo, em seus diferentes níveis, contra ou a favor das pessoas jurídicas de direito público, empresas públicas, sociedades  de economia mista, fundações públicas, entidades paraestatais ou empresas concessionárias ou permissionárias de serviço público.  

Neste chute inesperado no traseiro, Contarato será processado por EXERCÍCIO ILEGAL DA PROFISSÃO. Evidentemente Fabiano gostaria de estar agora, neste momento, no lugar do senhor Weintraub, viajando pelos  Estados Unidos e curtindo a vida adoidadamente. Que pena! Parece que o tiro saiu pela culetra da culatra e acertou o o que não devia, o culotre.

Como assim, o culotre? Vamos tentar explicar o óbvio. Enquanto o ex-da educação se diverte dando uma banana bem grande para o senador, o parlamentar, em carne e osso, além de ser processado, continuará no Senado... Sonhando em como arranjar outro trouxa para tentar derrubar com um ofício ao miSInistro e ficar bonito na fita. Com tantas outras coisas mais expressivas e mais urgentes, para serem trazidas à baila, o doutor Contarato está preocupadíssimo com o passaporte do ex-ministro.      

“Mais mau” na história, sem ser beneficiado com os “furores” galopantes das luzes benfazejas dos holofones que vivem de braços dados alumiando dos pés a cabeça, as celebridades palacianas do enorme e rico epicentro Brasília. Weintraub, neste momento, está curtindo a sua vidinha tranquila nos Estados Unidos.

Contarato, coitado, segue Senador e acreditem, senhoras e senhores, “com-maisdor”. Como assim, “com-mais dor?! A dor de continuar vela apagada, a dor de ser estrela sem briho, e a dor maior, a que machuca, a de seguir sentadinho em sua triste cadeira de parlamentar,  na ocupação seríssissima de “Sernador da Repupupúbliblica.

Título e texto: Aparecido Raimundo de Souza, de Vila Velha, no Espírito Santo. 23-6-2020

Colunas anteriores:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não aceitamos/não publicamos comentários anônimos.

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-