quinta-feira, 18 de junho de 2020

[Aparecido rasga o verbo] Prometeu dizer a verdade, nada mais que a verdade e, de fato, DISSE...

Aparecido Raimundo de Souza

FALAR A VERDADE, neste paisinho de sem vergonhas, neste  rincãozinho de salafrários, nesta naçãozinha de ladrões do povo, NÃO PODE. É proibido. Somente os poderosos Deuses de merda do Olimpo têm este direito.

Os Deuses do Olimpo são os piores cafajetes que existem. Mas ninguém pode se insurgir contra eles. São Deuses, são imortais, vão viver até que o Capeta saia lá dos quintos e resolva vir buscá-los.

Como eles são intocáveis... Ou pelo menos se consideram... Estão acima da lei, da tal da Constituição... Ou acham que estão... Até porque Constituição, A TAL CARTA MAGNA, KIKIKIKIKIKI... não existe...

Melindrá-los pode dar, além de Fake News, cadeia. Todavia, que se fodam os deuses do Olimpo. Na verdade, “Os Osujos”. Até agora, tirando Jair Bolsonaro, que fala pelos cotovelos, sem o uso de máscaras, ou seja sem se esconder, a cada dia que passa dá a cara à tapa, provando que é macho...

Sobretudo que não tem medo destes desonestos e trapaceiros.... Outro que está indo pelo  mesmo caminho, inclusive, deixando para todos nós, uma lição de moral e de cidadania, não só para nós, para  todos os brasileiros que se prezam e tem vergonha. O nome dele, Abraham Weintraub [foto].


Pelo menos, em meio a esta pandemia de salafrários e desleais piores que o covid-19, na reunião presidencial de 22 de abril (os senhores se lembram dela??!!), o sisudo Ministro da Educação Abraham Weintraub deixou bem claro que: “EU, POR MIM, BOTAVA ESSES VAGABUNDOS TODOS NA CADEIA, COMEÇANDO PELO STF”. 

Como sempre fazemos em nossos textos, notadamente para quem não sabe, e levando em conta que é sempre bom repetir, STF nada mais é que “SUPERIOR TRIBUNDAL DE FALCATRUAS”, ou se os senhores preferirem, de “FANFARRÕES...” ou, no melhor dos mundos, de “FLIBUSTEIROS”.  

Em resumo, uma panelinha de caras pálidas, arco e flexa nas mãos, atirando pra tudo quanto é lado. Em nome de uma “Suprema corti” ou “SupreMamata Corti” que, trocada por um punhado de ratinhos de esgoto talvez fosse a melhor solução.

Como assim, melhor solução? Vamos acordar galera! Saiamos do marasmo de uma vez por todas, ou a imbecilidade que emana dele, destruirá a todos nós. Percebam, caros amados: pelo menos a sociedade brasileira alimentaria os gatos. E por que não os gatunos??!!  Vejam os vídeos abaixo.

22 de maio de 2020


Canal Hipocritas, 17-4-2019

Título e Texto: Aparecido Raimundo de Souza, de Vila Velha, no Espírito Santo, 18-6-2020

Relacionados:

Colunas anteriores:

3 comentários:

  1. PARABÉNS pelo texto forte e verdadeiro.Weintraub foi muito a voz do povo. O nosso Super Ministro Sincerao!!!

    (E o fofoqueiro de cantina vai pra Crusoé e depois quem sabe participe do BBB21 bundão! Desculpe mas não dá pra engolir)

    ResponderExcluir
  2. Meus agradecimentos especiais ao "Anônimo" do dia 19 de junho, que deixou o seu comentário no meu texto. Sempre procuro ser forte e verdadeiro em meus escritos. O Weintraub procurou ser a voz do povo. Falou o que outros participantes não tiveram coragem de dizer. Talvez por medo, ou pelo fato de terem o rabo preso. As pessoas que convivem com a gente, que comem às nossas custas, em nossos pratos, se fingem estar do nosso lado, mas acabam nos traindo na primeira oportunidade. A coragem verdadeira vem de berço, nasce com a gente; diria que está agarrada ao nosso DNA. Ao contrário da coragem mentirosa: nesta a criatura finge o tempo todo. É a chamada coragem hipócrita, ou coragem de merda, aquela que tenta sobreviver num rabo sujo de bosta. O presidente deveria ficar mais atento aos seus ministros. Procurar sem um estrategista, tipo Lampião, o rei do cangaço. De certa feita, ao inquirir o Corisco, seu braço direito, ao pressentir que faltava um homem em seu bando quis saber de seu paradeiro. Ao que o sujeito respondeu: "Que diferença isso faz?" E Lampião esperto e maquiavélico não deixou por menos: "um dos nossos pode estar entre eles", fazendo referência às milicias volantes que viviam em seu encalço.
    Aparecido Raimundo de Souza, de Vila Velha, no Espírito Santo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Peço desculpa por ter liberado por falta de atenção o comentário "anônimo".

      Excluir

Não aceitamos/não publicamos comentários anônimos.

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-