domingo, 3 de maio de 2020

O povo não é sereno, é submisso

António Costa decretou uma série de regras para cumprirmos até se descobrir, segundo ele, uma cura ou uma vacina. É então possível que tenhamos de viver nesta agradável distopia até 2039 ou assim.

Alberto Gonçalves

Dia 40 do estado de sítio
É impressionante a preocupação dos “media” nacionais com as vítimas americanas do covid. A Bélgica lidera o “ranking” internacional de mortes/milhão? Os “media” não querem saber dos belgas. A Espanha e a Itália vêm logo a seguir? Que se lixem espanhóis e italianos. E os franceses? Deixá-los esticar o pernil à vontade. Mesmo os portugueses, por acaso conterrâneos dos jornalistas em questão, são assaz desprezados.

A aflição do nosso jornalismo está quase toda concentrada nos pacientes dos EUA, pelos vistos encarados como seres humanos superiores, cujo falecimento é um golpe na humanidade e merece notícias e comentários intermináveis. Escrevo “quase” porque os “media” nacionais também se compadecem um bocadinho com as vítimas britânicas e brasileiras. É uma seleção engraçada. Não é uma seleção natural. Mas seria engraçado observar o que a seleção natural faria a esta espécie de “jornalismo”.


Dia 41 
O “milagre português” também passa pela doçura com que engolimos dogmas. Vejam um: temos o melhor SNS do mundo. O melhor SNS do mundo, que tem a menor quantidade de camas para cuidados intensivos da Europa (Roménia e Bulgária incluídas), entra em pânico ante a perspectiva de uma epidemia terrível. A epidemia revela-se relativamente branda, com apenas uma ou duas centenas de pessoas em simultâneo a necessitarem das UCI. Ainda assim, o melhor SNS do mundo suspende tudo para se concentrar no covid. A quantidade “excedente” de vítimas mortais de doenças “tradicionais” é cinco vezes superior às vítimas mortais do covid. Graças ao PS, que o criou em tempos e demoliu, entretanto, o melhor SNS do mundo soma mais um sucesso.

Dia 42
A 5 de Março, o ministro da Economia jurava que o impacto do vírus no sector que “tutela” seria “bastante reduzido”, exceto em áreas insignificantes como os “transportes, as viagens e a hotelaria”. O homem sabe do que fala. À entrada de maio e, após 15 dias de Estado de Desnorte, 45 de Estado de Emergência e uma quantidade ainda indefinida de Estado de Calamidade, é garantido que não chegaremos ao Estado de Austeridade. É verdade que há por aí alguns recém-desempregados (meia dúzia), algumas empresas que teimam em reabrir para conseguir faturar (três ou quatro) e alguns empresários (talvez dois) que preenchem erradamente os escassos setecentos requisitos que o Simplex exige à reabertura. Fora isso, tudo impecável. Quando atingirmos o Estado da Bem-aventurança, leia-se quando, à semelhança dos venezuelanos, disputarmos gatinhos para o guisado, poderemos sempre culpar o covid. E a Holanda, não esquecer a Holanda. 

Dia 43
Nas opiniões isentas do Presidente da República, de certos governantes e do ocasional artigo encomendado na imprensa estrangeira, o mundo deslumbra-se ante o “milagre português”. Ei-lo: proporcionalmente, somos o 11º país do mundo com mais mortos. Ou seja, só há uns 180 países melhor do que nós nessa matéria. É, de facto, extraordinário. Como se conseguiu tamanha proeza? Um secretário de Estado da Saúde, aquele sujeito grisalho que nas conferências diárias ouve as perguntas dos repórteres sem responder a nenhuma, foi explicar a um jornal britânico: Portugal preparou-se para o vírus desde janeiro. Então não? Em janeiro, a senhora da DGS negava que o vírus fosse contagioso. Em fevereiro, a senhora da DGS duvidava que chegasse a Portugal. Em março, a senhora da DGS recomendava as visitas aos “lares” da terceira idade. Em abril, a senhora da DGS continuava no cargo, outro milagre português.

Dia 44
Como é costume nas nações “populares” e “democráticas”, o poder deseja colocar o “povo” a “mandar” em tudo o que é penduricalho. No caso, e a curioso pretexto do vírus, pretende-se que o contribuinte patrocine ainda mais a TAP, graças à visão de um sonhador notabilizado por viver à custa de um pai que vive à custa do PS que vive à custa do Estado. Não acho mal. É verdade que há alternativas mais baratas e mais eficazes à TAP. Mas o prazer de viajar em aviões com a bandeirinha de Afonso Costa e o nome de uma qualquer “personalidade” nativa não tem preço. Ou tem: agora serão centenas de milhões. Entretanto, se a ideia é nacionalizar prodígios onerosos que o mercado não quer, era interessante nacionalizar o ministro Pedro Nãoseiquê Santos. Diz ele que “a música agora é outra”, e é: chama-se “A Internacional”.

Dia 45
Ordens e Progresso. António – “O mundo mudou em 360°” – Costa, que além de culto é democrata, lá arranjou maneira de se livrar da dependência do PR e da AR, esses opositores ferozes, para mandar sozinho, conforme manda a decência. Vai daí, decretou uma série de regras para cumprirmos até se descobrir, segundo ele, uma cura ou uma vacina. É então possível que tenhamos de viver nesta agradável distopia até 2039 ou assim. Exceto, claro, se formos estalinis…, perdão, sindicalistas ou sindicalizados. Estes podem juntar-se aos magotes, em paz e com regras diluídas porque defendem os direitos dos trabalhadores. Os trabalhadores a sério é que não têm a vida tão facilitada. Na medida em que os trabalhadores a sério aceitaram o 1º de Maio e outros enxovalhos sem um resmungo, é bem feita! De brinde, a CGTP rejeita ajudas da UE e o próprio euro, os últimos obstáculos a separar-nos da gloriosa Caracas.

Dia 46
Gosto muito das pessoas jovens ou de meia-idade que se enclausuraram há dois meses e não saem à rua nem que a cozinha irrompa em chamas. Fiquem em casa, dizem elas. Confrontadas com os inconscientes que se passeiam lá fora, insultam-nos aos gritos ou em pensamento. Confrontadas com as medidas do “desconfinamento” (palavra linda), opinam, trémulas de pavor, que ainda é cedo, que falta chegar ao pico, que devíamos permanecer fechados na dispensa por mais dois meses ou dois anos, enquanto não se vencer a “guerra” (juro) ao vírus.

Esses guerreiros do sofá e da Netflix, obedientes e mansos, são dignos da minha maior admiração. Por isso, eu nunca aproveitaria o fim-de-semana para violar as normas sagradas do recolher obrigatório, nem para percorrer 800 quilômetros, nem para entrar e sair de uma resma de concelhos, nem para tomar café sentado à mesa de uma pastelaria, nem para fingir que habito um lugar vagamente civilizado e não um parque de diversões socialista. E se o fizesse, não o diria aqui.
Título e Texto: Alberto Gonçalves, Observador, 2-5-2020, 0h08

11 comentários:

  1. "temos o melhor SNS do mundo", sim, sempre que os socialistas estão no poder. Quando não, "o SNS está a ser destruído".

    ResponderExcluir
  2. ENQUANTO ISTO NO BRASIL,NO MEIO DA CRISE DE SAÚDE, ESTÃO CHOCANDO UM OVO DE SERPENTE!

    ResponderExcluir
  3. Pois,
    Adoro ver as pessoas citarem personagens da história como se fossem deuses mortais, ou ídolos de Ideologias baratas.
    Dois personagens da história nunca escreveram nada, talvez porque não sabiam escrever, ou nunca existiram. Jesus cristo e Sócrates tem suas vida cantadas e enaltecidas, um por Platão, outro por diversos ditos apóstolos, que não conseguem contar metáforas ou histórias parecidas.
    Falar de Sêneca que foi conselheiro do aloprado imperador Nero.
    Gandhi cujas amizades nazistas não são comentadas.
    Karl Mark que copiou as comunas das reduções jesuíticas católicas do século XV.
    Não vejo um muçulmano radical ter as atitudes de Saladino, hoje esses agem como a Igreja católica durante a inquisição e as cruzadas.
    Não vejo e acho engraçado que vira e mexe na bosta todo mundo cita Hitler.
    Qual a história da ascensão de Hitler ao poder?
    Ninguém se interessa.
    Criticam seus erros, claro que que são terríveis, mas esquecem justamente de todo o processo de sua ascensão.
    As multas impostas e os acordos pós primeira guerra impuseram ao povo alemão pobreza, fome e exílio na Europa.
    Os judeus tinham permissão para viajar para onde queriam.
    Sua maioria trabalhava em bancos e instituições públicas, ou tinham seus próprios negócios de exploração.
    A Alemanha estava proibida de ter acesso irrestrito ao Petróleo e outros benefícios dos países vizinhos.
    Um empregado alemão necessitava de um carrinho de mão para carregar seu salário.
    Não havia bens disponíveis no mercado.
    Em 1923 os preços aumentaram 452.998.200 de vezes.
    Para imaginar digamos que 1 litro de leite de 2 reais, custasse 1 ano depois 905.996.400,00 reais.
    A Alemanha sobreviveu baseada nos sistema FAIR TRADE.
    Chegou um dia que a passagem de bonde custava 1 bilhão de marcos.
    Hjalmar Schacht salvou a Alemanha.
    Passaram a usar o carvão como fonte de gasogênio.
    Construíram empresas sólidas.
    TECNOLOGIA, SEM PEDIR NADA A NINGUÉM;
    SANÇÕES CRIMINOSAS
    Um povo morrendo de fome e frio
    Algum filho de uma puta vai dizer que isso não inocenta Hitler, mas inocenta um povo.
    Quando a Alemanha seguia seu rumo Hitler era a salvação.
    Usou os judeus como escudo.
    Fizeram aviões mais modernos, submarinos e navios com alto poder ofensivo, tanques de guerra poderosos, sem o auxílio de ninguém.
    Teriam a bomba atômica primeiro que o chamado primeiro mundo.

    Agora no Brasil durante nossa época mais brilhante economicamente, colocamos como PRESIDENTE um HITLER ÀS AVESSAS.
    UM HITLER QUE DESTRUIU O PAÍS.
    SEM NACIONALISMO, SEM PATRIOTISMO, UM IDIOTA QUEBROU O PAÍS, SEGUIDO CEGAMENTE POR SERES HUMANOS IMBECIS POLITICAMENTE CORRETOS.
    O PECADO DE HITLER FOI original, o pecado da mula nordestina de Garanhuns
    foi mortal.
    Deixem os americanos decidirem o que é melhor para eles, já que aqui nós escolhemos sempre o que é pior para nós. Eu costumo afirmar a lei de Emílio(meu avô):
    - O que a boca fala o CU paga.
    Hjalmar Schacht é pai falecido do plano real de 1994.
    Eu me sinto cansado de FDM ou favores de merda.
    Não quero fila especial, ou passagens de coletivos gratuitas, quero saúde e segurança, e poder retirar os muros e as cercas eletrônicas de nossas casas.
    Nunca fui a favor de Hitler, nem contra Israel que na época eram párias nas mãos de Brâmanes. Tanto que o famoso Gandhi era ou foi um grande apoiador do Nazismo.
    No filme "O ILUMINADO" torna-se um "serial killer", como fez o iluminado sucessor de BUDA no Nepal a apoiar Hitler.
    Aqui é uma luta de polos sem norte e sul, onde o leste do planeta adora destruir o chamado ocidente, principalmente as Américas. Porque mais da metade da Europa nos impõe restrições.
    Fosse a Europa inteligente comprava nossos produtos, deixando a China e Rússia na saudade.

    ResponderExcluir
  4. Lembrando a regra de Godwin
    "À medida que uma discussão online se alonga, a probabilidade de surgir uma comparação envolvendo Adolf Hitler ou os nazistas tende a 100%."
    E também o filósofo Leo Strauss: reductio ad Hitlerum.

    ResponderExcluir
  5. Sobre Hitler e o ovo da serpente ;A expressão “o ovo da serpente” serve como parâmetro para tudo o que, ao nascer, possa a vir a ser pernicioso ou poder causar futuros prejuízos à coletividade.
    Para chocar um ovo da serpente é preciso um ambiente propicio quando há: depressão econômica, desemprego, insegurança sócio-política-moral e inflação.
    E essas distorções foram os motores que levaram o mundo, a testemunhar lamentáveis períodos de domínio de políticos messiânicos, como ocorreu com o fascismo, o nazismo e o comunismo.
    No Brasil de hoje, nota-se um viés autoritário, além de uma forte polarização política.
    A corrupção não é a única das enfermidades brasileiras!
    Não adianta eleger um salvador de pátria para findar com a roubalheira e o banditismo!
    É preciso que este “messias” , seja integro, digno, e trabalhe para somar, ao invés de dividir;
    Que tenha alto senso humanitário e equilíbrio psicológico, sem perfil histriônico e com humildade para recuar, quando necessário.

    ResponderExcluir
  6. Caracas, você só provoca distorção, nem falei de OVO< porra nenhuma, fiz um relato histórico, você só quer criticar a política. Ninguém aqui elegeu salvador da pátria, elegi minhas convicções, NUNCA DEI MEU VOTO PARA UM SOCIALISTA, NEM PT, NEM PSDB, NEM MDB E OUTROS.
    E sinceramente acredito que continuas PETISTA, EU QUERO UMA NOVA CONSTITUINTE, ISSO ME BASTA.
    Finalizando o congresso e o STF não querem ser humanitários, não tem equilíbrios psicológicos, esqueceram a história sem humildade não deixam homem nenhum governar.
    Aliás em qualquer lugar só vale a sua opinião DR. DOUTOR!
    SE O CONGRESSO E O STF NÃO SÃO PERNICIOSOS NEM CAUSAM PREJUÍZOS A SOCIEDADE É PORQUE O OVO JÁ NASCEU, O DEMÔNIOS ESTÁ ENTRE NÓS.
    PIOR; DEUS NENHUM DESENHOU O APOCALIPSE, NAÕ ADIANTA REZAR POR NOSSOS ERROS.

    ResponderExcluir
  7. Vc não vai acreditar! Mas em 80 por cento do que escreves ,eu gosto , és normalmente inteligente...salvo quando esta com as "bolas viradas", aí irrita qualquer cristão. E quanto a e ser PT ...faça me o favor, xingar a mãe ofende menos!

    ResponderExcluir
  8. Naõ me referia ao teu comentário, leia os demais, de qualquer maneira...obrigado pela deferência!

    ResponderExcluir
  9. Agradeço os 80%,
    Existem coisas que você não gosta, existem as que eu não gosto.
    Não gosto de VELHINHOS DO AERUS, apenas sou velho.
    Quem não conseguiu estabilidade emocional até agora, nunca vai ter.
    Sabe, VELHO NÃO SIGNIFICA DEPENDENTE, exceto se desabilitado.
    Não sou nazista, fascista ou qualquer "ista" exceto ateísta, que sou adepto.
    Eu se fosse pregar o que senti, quando tocaste no "OVO DA SERPENTE" respondi na tréplica.
    Esse ovo já chocou, e a serpente está entre nós, no mundo, no planeta, já se reproduziu, e nós não temos soluções imediatas.
    Eu replico que BOLSONARO não é, nunca foi e não será o epicentro das crises.
    É grosso como eu.
    Ontem discuti com minha esposa que queria dar 10 reais para um craqueiro.
    NÃO DOU UM.
    A desculpa da fome, do frio e do sem teto não me convence.
    Você até pode dizer que sou doente, correto, tenho fobia ao sair de casa, se for assaltado não tenho nada que me roubem, só o dinheiro do taxi e o cartão de crédito, que não tem saque e até dou a senha para o bandido.
    Já peço companhia de meu filho para pagar as contas nos caixas eletrônicos.
    Apesar de me considerar um expert em computadores, não uso internet banking de nenhum banco, somente consulto saldos.
    Jim citou Godwin que ressaltava que em lutas políticas sempre alguém é taxado de nazista e etc...
    Eu apenas quis provar que Hjalmar Schacht o grande estruturador da Alemanha, foram seus ensinamento da época usados para o plano real, apesar de ter falecido em 1970.
    Hjalmar Schacht nunca é citado em economia.
    Nossa luta é igual com pensamentos diversos.
    Eu quero uma nova constituição, quero ter presidente, quero um congresso dirigido por alguém como Marga Thatcher, pulsos de ferro.
    Chega de hipócritas com algemas de aço;.
    Sinceras desculpas aos arremedos.
    Você é fatalista e eu otimista.



    ResponderExcluir
  10. “GUARDADAS as devidas proporções, O “OVO DA SERPENTE”, à semelhança do que ocorreu na República de Weimar (1919-1933), PARECE estar prestes a eclodir NO BRASIL!”, escreveu o decano do STF, Celso de Melo.”.
    Já debatíamos isto há 30 dias, aqui! Vide acima;
    https://www.caoquefuma.com/2020/05/o-povo-nao-e-sereno-e-submisso.html?showComment=1588614929354#c2182453634285019332
    E a serpente quando gerada sai do controle de todos os atores que a protagonizaram, não interessa ao Brasil, pois todos sairiam perdendo.
    Para chocar um ovo da serpente é preciso um ambiente propicio quando há: depressão econômica, desemprego, insegurança sócio-política-moral e inflação.
    E tudo esta a porta!
    Li hoje que Bolsonaro vai desativar movimentos em Brasília, se houver um mínimo de bom censo, todos os atores deviam fazer o mesmo.
    Aquela vadia louca, dos acampamentos em Brasília acaba prestando um desserviço inclusive ao lado que diz defender, e por consequência ao Brasil radicalismo gera repressão e caos.
    A grande maioria, no governo e fora dele, quer ver o circo pegar fogo!
    Pobre Brasil!

    ResponderExcluir
  11. PS ,LINK CORRRETO;https://www.caoquefuma.com/2020/05/o-povo-nao-e-sereno-e-submisso.html?spref=fb

    ResponderExcluir

Não aceitamos/não publicamos comentários anônimos.

Se optar por "Anônimo", escreva o seu nome no final do comentário.

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-