terça-feira, 21 de fevereiro de 2012

O Bloco de Esquerda feliz que nem pinto no lixo

Feliz porque, escreveram eles: 
País pára no dia de carnaval
Ruas e estradas desertas, transportes vazios, comércio a meio gás, bancos fechados, escolas sem alunos. O Governo decidiu não dar tolerância de ponto nesta terça-feira de Carnaval, mas o setor privado não trabalhou (?) e os serviços públicos estão praticamente parados.
Uma gigantesca desautorização do Governo. É este o saldo da decisão do Governo de retirar a tradicional tolerância de ponto na terça-feira de Carnaval. Os serviços públicos abriram portas mas estão praticamente parados. As repartições das finanças estão quase vazias, as escolas estão abertas mas sem alunos, e os hospitais não marcaram cirurgias para o dia de carnaval.  
Os Governos regionais dos Açores e da Madeira concederam tolerância de ponto aos seus trabalhadores. Idêntica decisão foi seguida por 116 das 318 câmaras municipais, incluindo algumas das principais cidades governadas por PSD e CDS - como é o caso do Porto.
Mas se a administração pública funcionou a meio gás, o setor privado quase não funcionou. Os bancos, graças ao contrato coletivo, concederam o dia aos trabalhadores. Tirando as grandes superfícies comerciais e a restauração, pouco foi o comércio que abriu portas no centro das principais cidades.
Confrontado com a gigantesca desautorização de uma decisão do governo, o ministro da economia diz que "em algumas empresas existem contratos coletivos de trabalho que estão a ser salvaguardados”. Para o Bloco de Esquerda, o facto deste dia de carnaval ter sido como todos os outros, só “prova o alheamento do Governo em relação ao país”.  
“O Governo tinha a obrigação de conhecer a existência destes contratos coletivos, como devia saber que as escolas já tinham as férias marcadas. Avançou, como de costume, sem medir os efeitos das suas medidas”, declarou Ana Drago. Para a deputada do Bloco, o resultado “desta prepotência gratuita, “foi o costume: saiu tudo ao contrário do que dizia Pedro Passos Coelho”.

Well, o que temos aqui? Crianças brincando com pirulitos! O BE está muito feliz com a foto, está muito feliz, não pelo país, mas porque, escrevem eles: Para o Bloco de Esquerda, o facto deste dia de carnaval ter sido como todos os outros, só “prova o alheamento do Governo em relação ao país”. 
Quer dizer, é preciso, de qualquer maneira, derrubar este Governo (eleito em junho de 2011), e para isso vale tudo, até bancar o idiota! Mas eles não têm essa preocupação, pois pudores é o que lhes falta, e como! E os "Verdes" querem que vire feriado mesmo!

Aqui em Massamá, eu reparei bem (só não saí caçando gambozinos), TUDO estava aberto! Fechados estavam os bancos, nada a ver com a decisão do Governo, a cervejaria "Onda Azul" e um salão de beleza no corredor externo do Shopping Center de Massamá...
Ou seja, meu querido leitor, lá vou eu de novo, não temos oposição, temos rancor! 
A grande questão nacional é contar quem não foi trabalhar hoje! Patético!
O meu único leitor brasileiro, com certeza, fará uma analogia com o PT e CUT d'então! Pois é, só muda o sotaque!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não aceitamos/não publicamos comentários anônimos.

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-