terça-feira, 16 de maio de 2017

Crescimento sustentável exige vaga de reformas

PSD


O PSD congratula-se com o crescimento da economia ao longo do primeiro trimestre deste ano, assente num modelo com base nas exportações, tal como o PSD sempre defendeu. “Deve-se às reformas realizadas pelo anterior Governo”, no mercado laboral e de produtos, assim como “à conjuntura internacional e na União Europeia mais favoráveis”, de acordo com declarações, hoje, da deputada Inês Domingos.

O Instituto Nacional de Estatística (INE) revelou hoje um crescimento trimestral de 1% do PIB (2,8% face a igual período do ano passado) assente no crescimento das exportações (de bens e serviços) e dando conta da existência – ainda não quantificada - de uma desaceleração do investimento e do consumo privado. Para o PSD, é importante uma nova vaga de reformas estruturais para acelerar os diversos motores do crescimento da economia, gerando emprego de qualidade e mais remunerações.

A aceleração do PIB deve-se, em primeiro lugar, ao “esforço das empresas e das famílias que levaram a economia para a frente, apesar da inércia do Governo e ter revertido reformas”, salientou a deputada social-democrata. Disse ainda ser “inaceitável” que o crescimento registado em 2016 seja inferior ao de 2015. Em 2015, a economia cresceu 1,6% e em 2016, o País deveria ter crescido muito mais, acompanhando o dinamismo externo.

O PSD espera, assim, que “a economia continue a crescer a um ritmo superior a dois por cento, para tentar recuperar uma parte do que foi perdido”, salientou a deputada, sendo necessárias medidas estruturais para que o investimento interno e externo tenha papel central na criação de emprego e de riqueza. 
Título, Imagem e Texto: PSD – Partido Social Democrata, 15-5-2017

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Por favor, evite o anonimato! Mesmo que opte pelo botãozinho "Anônimo", escreva o seu nome no final do seu comentário.
Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente.
Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-