sexta-feira, 7 de dezembro de 2018

Teologia e Física – Quando a Teologia acerta e a Física erra

Vitor Grando

O status das proposições teológicas no mundo contemporâneo já não goza mais de muito crédito, o que pode prejudicar a credibilidade da fé nas doutrinas cristãs quando não confirmadas pela ciência ou ainda em contradição à ciência fazendo-as serem recebidas com profundo ceticismo e descrédito. Naturalmente, a reação é compreensível. Mas pode colaborar com uma resposta em sentido contrário lembrarmos de uma doutrina clássica da fé cristã, que por muito tempo contrariava o entendimento científico vigente vindo a ser comprovada com a mudança do paradigma científico. Trata-se da clássica doutrina da creatio ex nihilo, qual seja, a doutrina cristã que propunha que todo o universo teria sido criado por Deus a partir de um dado momento no passado, isto é, teria então um início.

No entanto, a concepção prevalecente na cosmologia até o início do século XX era a de que o universo seria eterno em seu passado. Foi somente em 1927 que o quadro começou a mudar quando o físico - e também padre - Georges Lemaître [foto] propôs a ideia de que o universo estava em expansão e que teria se originado numa espécie de “átomo primordial”. Teoria batizada jocosamente por Fred Hoyle de “teoria do Big Bang”. Depois de décadas de progressivas confirmações, a teoria viria a ser confirmada cabalmente apenas em 1964 quando, por acaso, Arno Penzias e Robert Wilson descobriram a radiação cósmica de fundo em micro-ondas e, com isso, forneceram a prova final à teoria de Lemaître. O universo de fato teve um início conforme já diziam os teólogos há séculos.


Digo isso para demonstrar que ao menos em uma ocasião a teologia cristã esteve correta no que tange ao domínio das ciências físicas contrariando a própria ciência então vigente e demonstrar que, ao menos para o fiel religioso, a questão da racionalidade vai além de preferir uma fonte de verdade à outra e é, na verdade, muito mais complexa.

Termino lembrando a famosa citação do astrônomo agnóstico Robert Jastrow:

"Para o cientista que viveu dentro da crença no poder da razão, a história termina como um sonho mau. Ele escalou a montanha de sua ignorância e está prestes a alcançar o pico mais alto. Ao lançar-se sobre a última pedra, é saudado por um grupo de teólogos, que lá estavam sentados há séculos."
Título e Texto: Vitor Grando, Facebook, 7-12-2018

28 comentários:

  1. Prezado VItor . desde menimo eu te questiono !
    E lá vai outra.
    E antes do big banng?
    Qual é a tua teoria?
    Nem Eisnten se arriscou...

    ResponderExcluir
  2. Explico-o:
    https://www.youtube.com/watch?v=ZxbUyKJDEl0

    ResponderExcluir
  3. NEM CHUPANDO CANA SEM DENTES.
    CARALHOS QUE ME FODAM.
    Gastam-se milhões de dólares para tentar saber o que aconteceu a 14 bilhões de CICLOS.
    OUTROS MILHÕES DE DÓLARES PARA SEBR A IDADE DA TERRA.
    A física ou Physis em grego Φύσις, "Natureza" também chamada de Prôtogéneia (em grego Πρωτογένεια, "Primordial"), na mitologia grega, era a divindade primordial da natureza e um dos primeiros seres a surgir no princípio dos tempos.
    A PROTOGENEA SERIA SEU PRÓPRIO DEUS.
    Quando não se sabe, quando se nega a desculpa é:
    Deus quis, ou fez assim.
    É por essas e outras que a AMEBA te o DNA muito maior que o nosso.
    O NADA NÃO EXISTE.
    NÃO SE PODE CRIAR INDAGAÇÕES A PARTIR DE CONVENÇÕES CRIADAS PELOS HUMANOS.
    Não existe TEMPO, nem espaço existe uma PHYSIS infinita.
    Eu não quero saber de onde vim, nem para onde vou.
    Deixa-me SER.
    fui...

    ResponderExcluir
  4. Parabéns, Vitor. Tinha até torcida, hein?

    Que orgulho (e 'conforto') para um pai ver um filho defender a existência de Deus! Não interessa se eu acredito ou deixo de acreditar, que é detalhe para animar noitadas de pretensos intelectuais, o fato é que ao defender a existência de Deus, você defende a NATUREZA e os ALICERCES que sustentam a civilização ocidental, a ÚNICA responsável pelo progresso e bem-estar da Humanidade.
    Parabéns!

    ResponderExcluir
  5. Não vou estender a retórica, não sou pretenso intelectual, porque suponho que usam a palavra intelectual discricionariamente.
    Todos os homens possuem intelectualidade, uns mais outros menos.
    Os alicerces de qualquer civilização são a ética e a moral, mutáveis através dos tempos.
    Embora eu ache que a defesa de DEUS não é a principal fonte da defesa da natureza, nem da civilização, senão os muçulmanos governariam o mundo, e eles definitivamente não são responsáveis pelo progresso da humanidade nem do bem estar.
    A natureza, a verdadeira "deusa do universo", não quer orações, santos de barros, nem a misoginia pregada pela bíblia e religiões, ela quer proteção.
    O exemplo disso é a violência contra as mulheres que no Brasil atinge o recorde mundial de uma a cada oito minutos. Creio que no mundo muçulmano e hindu, deva ser por minuto.
    Esse paradoxo vem do Alcorão e da bíblia, que produziram tradições de escravagismo contra as mulheres e do sentimento de posse nos homens incultos.

    O cristianismo e os islamismo mataram mais gente que as 2 grande guerras e o comunismo.
    E todas as religiões pregam paz, caridade e solidariedade.
    Não vou falar em números, mas guerras religiosas acontecem desde 4000 anos antes de Cristo. Foram os Judeus que se consideraram o "POVO ELEITO DE DEUS".
    Nesse patamar um muçulmano provou ser mais honrado que qualquer cristão seu nome, SALADINO. Os muçulmanos de hoje desonram sua memória.
    Este pseudo intelectual faz apenas esse registro.
    Afinal meu descendente, meu ancestral mais antigo foi uma ameba.
    Se perguntarem quem criou a ameba certamente foi deus.
    fui...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rochinha, seguinte, para ficar bem claro:
      Não me referi a você no meu comentário. E sim, continuarei afirmando que a existência (ou não de Deus) anima “noitadas de pretensos intelectuais.”

      Não tenho por hábito deixar indiretas para os comentadores que prestigiam a nossa revista. Muito menos indiretas deselegantes.

      Segundo: me referia ao vídeo que o Vitor informou. Gostei muito, embora já o tivesse visto há seis anos. Mantenho o meu orgulho em ver um filho defender a existência de Deus, muito mais numa época em que o bonito, o intelectual, o bem pensante é defender veados, sapatões e qualquer opção sexual ou de costumes que tenha por meta ofender/atacar/destruir a civilização judaico-cristã e o capitalismo.

      Não comparo a religião cristã com o islã, de jeito nenhum. Aquela é criadora da prosperidade e progresso que desfruta a sociedade ocidental; a segunda, se ocupa, nos dias que correm, com o beneplácito de pretensos intelectuais e de esquerdeiros, em destruir a primeira.

      Pena que a minha frase “Não interessa se eu acredito ou deixo de acreditar” tenha passado despercebida. Pois ela queria/quer dizer: não está em causa se eu, ou o leitor, acredita ou não em Deus, não é esse o objeto proposto para a discussão, mas sim o engajamento do filho.

      Ou para ser mais claro, clareza cinco: prefiro ver o meu filho defendendo a existência de Deus do que... (o leitor pode completar).

      Grande abraço./-

      Excluir
    2. Só argumentei que usamos a palavra "intelectual" como se fosse alguém supra dotado, eu acredito que todo mundo tenha um intelecto, seja diminuto ou abastado. Eu juro que pensei que estávamos a debater a TEOLOGIA e a FÍSICA.

      Excluir
    3. Rochinha, são 14 comentários. Eu respondi a UM dos seus comentários.
      O debate está aí, ou melhor, aqui.

      Excluir
    4. Prezado Rocha,

      Permita-me discordar. Dizer que o fundamento da civilização é a ética e moral não responde muita coisa. Todas as civilizações têm mais um menos alguma apreensão da ética e moral. A questão é: qual é o fundamento ontológico da moral? Prescindindo-se da ontologia teísta, a única alternativa é o vácuo metafísico do materialismo, isto é, nossas intuições morais nada mais são do que impulsos biológicos fruto do longo processo evolutivo e nada dizem sobre o mundo exterior. Não dá pra fugir disso. Ou Deus existe, ou suas posições morais não gozam de nenhum status de objetividade.

      Dizer que opressão feminina vem da Bíblia é um evidente desconhecimento histórico. O baluarte da razão humana na antiguidade, Aristóteles, dizia que a mulher era um homem imperfeito, porque lhe faltava razão. A diferenciação entre os sexos é fundamentada na própria ordem da natureza. Eventuais abusos daí decorrentes não invalidam a regra.

      Excluir
    5. Quanto à afirmação de que o cristianismo (e o islã) mataram mais que as duas guerras e o comunista, sinceramente, meu caro, parece-me que você está tão possuído de aversão à religião que ignora fatos incontestáveis da História. Tome-se, por exemplo, a temida Inquisição Espanhola. Foram 2000 mortos em 400 anos. 2000 anos de cristianismo não mataram 10% do que se mataram em um século de regimes ateístas.

      Por favor, deixemo-nos as paixões de lado para que possamos ter um diálogo sobre a realidade dos fatos.

      Abs

      Excluir
    6. ARISTÓTELES DIZIA QUE A MULHER ERA UM HOMEM CASTRADO.
      A natureza só faz mulheres quando não pode fazer homens. A mulher é, portanto, um homem inferior.” Aristóteles, 384-322 a.C., filósofo grego

      A mulher é um homem incompleto; um homem castrado.“ (Aristóteles)

      “No que respeita aos animais, o macho é por natureza superior e dominador e a fêmea inferior e dominada. E o mesmo deve necessariamente aplicar-se ao mundo humano.”
      Aristóteles, 384-322 a.C., filósofo grego

      “As mulheres são limitadas por natureza.
      (…) A mulher é como se fosse um macho estéril.”
      Aristóteles, 384-322 a.C.

      “A coragem do homem revela-se no comando, e a da mulher na obediência.”
      Aristóteles, 384-322 a.C., filósofo grego, Generation of Animals

      “A natureza da mulher é inferior a do homem na sua capacidade para a virtude.”
      FUI

      Excluir
    7. Na realidade Vítor, fica-me difícil dialogar com religiosos.
      Ainda mais com ideólogos teólogos teístas.
      Minha vão filosofia não possui ideologias.
      Sou um ser sem alma, sou o ser sujeito, quero ser um ser do mundo.
      A filosofia deveria estar distante do contágio da vida, apenas nos 5 sentidos, que formam a consciência.
      À medida que perdemos um dos sentidos, perdemos sentimentos mas não a consciência, mas à medida que nascemos sem um dos sentidos, não temos consciência plena.
      Todos nascem ateus, o famoso eu, tu, nós e eles.
      Como diz Paizote: - Um ser mágico vendido pelos nossos pais.
      A consciência não nos leva a passar por transcendência.
      O homem não pode negar a realidade, nem desconfiar de experimentar.
      Só falta hoje em dia chamar de imperialistas separar sentimentos de experiências.
      Todos esquecem que a natureza da consciência está nos 5 sentidos
      humanos.
      A ontologia pode estar redondamente errada, mas quem seria eu para provar, que um ser nascido sem os 5 sentidos não teria consciência.
      Assim com um nascido sem Tato e Olfato não saberia o que é amor.
      Surdos, cegos e mudos com certeza amariam e sentem afeto.
      Quanto aos números, na inquisição que o crime ostenta no Brasil morrem 60000 por ano.
      Eu acho que o número de judeus mortos é calamidade.
      A Igreja Católica, por sua vez, mesmo depois de todos os massacres, assassinatos de inocentes, manipulação de governos, ataque a outras religiões, apoio a escravidão, a Instituição Católica hoje segue como imaculada aos olhos de mais de um bilhão de pessoas, sendo vista como uma entidade do bem e que prega a paz acima de tudo. Depois disso tudo, Hitler seria santo.
      Gostei da aula Víctor, SOU ATEU e nenhuma ideologia me fará pensar no diferente.
      Ante era o BIG BANG, depois o Bóson de Higgs, agora a física quântica, são as partículas divinas.
      Qual será a próxima?
      Grato...



      Excluir
  6. Eu acredito num "Deus"!

    Não este ser mágico ,vendido pelas religiões!
    Meu "deus" é maior, até eu faço parte dele.
    E para que eu faça parte é preciso ser grande!
    Ele é a união de tudo o que existe no universo concentrado numa visão única.
    E o tudo incluiría até o nada , se este existir!

    Mas com certeza ,o Rocha , está bem perto de um "Deus", quando afirma que Deus é a natureza.

    Depois desta dissertação do Vitor , fiquei pensando ,seria "Deus " o Big bang?
    Eu não consigo acreditar num ser divino e maravilhoso , pois isto é negado diariamente pela humanidade e as criaturas
    .
    A entidade "Deus" é a mesma para todas as religiões , só muda o nome e a caracterização.
    O mesmo "Deus", inventado pelos Judeus e adaptado a cada povo conforme sua cultura!
    Este "Deus" não é justo nem injusto!

    Todos os seres humanos, sentem-se mais confortáveis psicologicamente, acreditando na mágica de um "Deus".
    Até eu eu gostaria de ser filho e protegido por um "todo poderoso"!
    É dificil !

    Parabenizo o Vitor, por crer, na magia de um Deus único ,embora não existam provas, nem no antes do Big Bang…
    E se existia um "deus " antes ,ele não pretendia que soubéssemos , e apostou no crer sem ver.

    Somos matéria , reaproveitável que este "Deus" das religiões ou da ciência manipula ,visando manter o universo em evolução!

    O antes do big bang , pregado primeiramente pelas religiões,e comprovado pela ciência ,como o nada ,é uma das hipóteses prováveis da criação divina.
    Ou a fisica agindo , de forma indecifravél!
    Ambas probabilidades , estão aí ,para quem conseguir crer numa , nenhuma melhor do que a outra .

    É questão de formação, necessidade , mas jamais de escolha!

    Quando o crente sente-se abandonado, aplicam-se no indivíduo o “livre arbítrio” , inventado para quando “deus” não funcionar!

    Tenho a certeza que a de que nossas matéria será reutilizada eternamente (enquanto durar o universo!), e que é mais feliz, por ser confortável, para aquele que tem fé!

    Seja cristão ,muçulmano, hindu, budista, judeu e todas as derivações religiosas!
    A religião não se discute, é opção individual , a existência de um Deus é possível debater!
    Teologia sim, religião jamais!

    As religiões representam as atividades práticas que ligam o homem a um “Deus”. Assim a religião passa a ser a parte prática do conhecimento, e é individual, conforme a cultura do povo que a prática.

    Enquanto a teologia é a parte teórica do conhecimento ,que tenta definir um “Deus”, e comprovar sua existência!

    Paizote

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo um pouco se Teologia fosse Teologia.
      Tem mais de 30 Teologias.
      Agora tem uma faculdade ensinando TEOLOGIA GAY...
      Por isso me zanguei.
      Afirmar que DEUS existe não é teologia, assim com quem é Ateu não pode estudar teologia ateia.
      São individualidades como você situa.
      Teologia tenta comprovar ou não a existência de um criador supremo com habilidades ou não poderosas.
      Quando imagino tentar provar por meio de convenções ou invenções é tudo TEORIA.
      Religião tem mais de 10000 somente evangélicas, e deve ter outras 10000 no mundo, para mim quem crê em reiki ou horóscopo, jogo de tarô e búzios não deixa de ter fé, então é uma religião.
      Não as debato, discuto seus efeitos.
      Não rezo para a natureza apenas protejo-a como posso.
      Se todos fossem como eu não haveria LIXO onde se tem água.
      Água e Carbono são as mágicas do universo.
      O hidrogênio e o oxigênio da água e o carbono os grandes manipuladores orgânicos da vida.

      fui...


      Excluir
  7. Sobre várias teologias ,lembro de um filme , "Os deuses devem estar loucos", no qual uma tribo perdida na áfrica encontra uma garrafa de coca cola, e a considera um presente de Deus ,ou uma entidade divina.

    Logo este objeto passa a ser motivo de disputa , pois todos queriam este "Deus" para os mais diferentes usos!

    E o "deus" Coca cola ,passa a ser motivo de discórdia , até que decidem livrar-se dele para que a paz volte a reinar.

    A opção de um"Deus" imaginário ,com poderes mágicos,era muito mais confortável para os nativos, como o é para os crentes atuais.

    Sejam cristãos ou de outras denominações!

    Agora quanto a teologia gay, esta prega que na biblia existem varios praticas de homossesualismo , desde o rei Davi até (pasmem!) o proprio Cristo.

    Isto é tão ridículo como dizer que Maomé era pedófilo ( por ter-lhe sido reservada como esposa , uma jovem ,sem nenhuma prática sexual , para quando este decidisse contrair nova núpcias.) , e que são francisco (O primeiro hippie!) era usuario de plantas alucinógenas , pelo seu comportamento !

    Apenas ignorância e preconceito, usados como armas na guerra de religiões!

    Nenhum destes argumentos tem credibilidade , são as necessidades (inutilidades?) de discutir religião e a falta de argumentos para tanto.

    Paizote

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Paizote,

      Maomé consumou seu casamento com Aisha quando ela tinha 9 anos.

      Que nome se dá para quem transa com crianças?

      Excluir
  8. Rochinha eu Creio em Deus, mas esta tua dás Teologias, foi muito boa! Abs

    ResponderExcluir
  9. ESTOU DEIXANDO UMA PASSAGEM BÍBLICA PARA DEBATE.
    Seria possível que ao deixar de exercer e julgar o juízo sobre as pessoas autorizaria o estupro e a pedofilia?

    Não julguem os outros para vocês não serem julgados por Deus. Porque Deus julgará vocês do mesmo modo que vocês julgarem os outros e usará com vocês a mesma medida que vocês usarem para medir os outros. Por que é que você vê o cisco que está no olho do seu irmão e não repara na trave de madeira que está no seu próprio olho? Como é que você pode dizer ao seu irmão: “Me deixe tirar esse cisco do seu olho”, quando você está com uma trave no seu próprio olho? Hipócrita! Tire primeiro a trave que está no seu olho e então poderá ver bem para tirar o cisco que está no olho do seu irmão. Mt 7.1-5

    Na minha opinião TEMOS O DIREITO DE JULGAR E PUNIR, DENTRO DA LEI, sem que haja retaliação divinas.
    fui...

    ResponderExcluir
  10. Vitor,

    Suspeito que esta versão (consumação do casamento) careça de dados mais precisos!

    Esta afirmação é mais um dado , na guerra de religiões , embora, não seja definitivo, enquanto distanciado da realidade cultural e do contexto dos tempos presumidamente ocorridos.

    A pouca idade choca, mas era tão comum na Arábia Saudita que, conforme algumas fontes,antes de concretizar o acordo com Maomé, a garota já estava prometida para outro homem, Jubayr ibn Mut’im, desde o nascimento.

    Há um certo preconceito contra a religião dos Árabes , o que justificaria e validaria o preconceito destes com os cristãos e demais religiões!

    Lembramos que mesmo a religião cristã é ,em algumas referências , acusada do mesmo erro . Pois Maria , mãe de jesus ,quando casou com josé, este já era um ancião e ela uma adolescente.

    Mas temo ter cometido um erro imperdoável!

    Entrar em discussão religiosa - totalmente desnecessária e infrutífera -,por tratar de paixões humanas, e preferências formadas em cada indivíduo.

    Principalmente com alguém com uma fé consolidada como você , e que sinceramente está bem mais feliz do que outros que ainda procuram explicações no cosmo ,para sua existência (Eu!).

    Admiro você ,desde há muito!
    E tua graduação em teologia fica patente , que só consolidou a tua fé!

    Repito os parabéns a você , e ao Jim (enquanto pai orgulhoso!), coisa que já tinha feito em outras ocasiões , na certeza de que sempre é melhor acreditar , do que ter dúvidas.

    Mas definitivamente religião não se discute !

    Todas são boas, e em alguns casos até nenhuma, ,se levarem ao ser humano paz interior!

    Um Abraço Fraterno!

    Paizote

    ResponderExcluir
  11. Vítor, muito bom. Vc está encontrando o teu Eu, te dou parabéns por seres assim e ao Pai, por ter um Filho assim. Eu penso que ainda estou encontrando meu Eu, cada dia mais. Rochinha é outro que creio ter já seu Eu também. Minha Filosofia não é tão ampla, mas gosto de analizar Filosofias. Abss.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Volkart,
      Fica subentendido ,que eu , enquanto ativo participante do debate ,não tenho meu eu , já que fui excluído da citação ,aparentemente de forma proposital?
      Estranho seu comportamento, já que tantas vezes se dirigiu à mim no particular ,fazendo consultas e pedindo informações!
      Quando precisavas sempre contou comigo , mas tenho que lamentar seu comportamento dúbio.
      Coisas , creio eu, causadas pela divergência política!
      Lamento por vc ,mas,tipico do ser humano!
      "Quem segue a linha da “ditadura de opinião” se comporta segundo a filosofia “quem discorda de mim é meu inimigo”. Ou, no mínimo, considera o divergente como alguém ignorante..."
      Que pena!
      Me se novamente precisas de mim, continue contando!
      Abraços Fraternos !

      paizote4

      Excluir
  12. Caro Paizote, reconheço minha falha, Vc sempre está presente com o seu Eu também bem definido. Suas Filosofias são verdadeiras e honestas, seu conhecimento sobre a Vida de todos nós e suas vivências demonstram isto. Sem dúvida, comDebates aqui postados, muito devemos a Vc. Obrigado é mais vez peço desculpas pela omissão acima. Abs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu que estava "meio de luto" , fico feliz por seu texto acima.
      Obrigado!
      Paizote

      Excluir
  13. Imaginemos uma criança que nasce cega e de raça negra.
    Ele não sabe o que é negro ou branco, nem terá consciência da luta racial.
    Aprenderá a falar, andar, mas jamais entenderá o porque de brancos azedos e negros sujos.
    Sua consciência será tudo que aprender em sua convivência.
    Dificilmente será violento, facilmente segregado.
    Nosso inconsciente guarda os sentimentos conscientes.
    Sentirá dor sem ter um porque, ficará doente sem saber a causa.
    Fiz esse introito apenas para discernir que tudo está na luz dos 5 sentidos.
    O pior é que a moral e a ética estão intimamente ligados aos sentidos.
    Ninguém nasce sabendo o que é honestidade, racismo, preconceito, teorias do gênero.
    Somos filhos de tradições difusas e diferentes.
    Somos filhos do meio ambiente.
    Cada um tem o seu EU, cada um É quem quer ser.
    Somos lapidados como vidros ou diamantes.
    Há seres que serão eternamente de vidros, quebram-se, arranham-se e se tornam diamantes brutos.
    Há seres que são lapidados falsamente como diamantes, e perdem-se no tempo.
    O ladrão de 9 dedos achou-se diamante, e quebrou-se como viro vagabundo.
    Poderia ter siso o maior homem da história.
    Vendeu-se por ideologias baratas.
    Cazuza morreu, ele morrerá como cacos de vidro no caos de suas preferências conscientes e inconscientes, nunca teve o seu EU, sempre foi um NÃO SER da história, que poderá ser contada, e jamais será lida.
    FUI...

    ResponderExcluir


  14. Bem assim!

    "Somos filhos de tradições difusas e diferentes.
    Somos filhos do meio ambiente.
    Cada um tem o seu EU, cada um É !"

    Paizote

    ResponderExcluir

Por favor, evite o anonimato! Mesmo que opte pelo botãozinho "Anônimo", escreva o seu nome no final do seu comentário.
Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente.
Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-